Temporada de balanços

Vivara (VIVA3) tem salto de 1.073,7% do lucro líquido no 1º tri de 2022, para R$ 45,922 mi

Já a receita líquida subiu 55% na base de comparação anual, passando de R$ 217,73 milhões para R$ 337,4 milhões

Por  Equipe InfoMoney

A Vivara (VIVA3) registrou um lucro líquido de R$ 45,922 milhões no primeiro trimestre de 2022 (1T22), quase doze vezes superior (ou avanço de 1.073,7%) ao registrado em igual período de 2021 (1T21), informou a companhia em release de resultados na manhã desta segunda-feira (9).

“Assim como nos últimos trimestres, a aceleração das atividades de produção na fábrica de Manaus tem beneficiado a linha de Imposto de renda e contribuição social, garantindo mais uma vez maior proximidade entre o resultado líquido e o operacional”, informou a companhia.

A receita líquida subiu 55% na base de comparação anual, passando de R$ 217,73 milhões para R$ 337,4 milhões. Já a receita bruta, líquida de devoluções, cresceu 50,3%, a R$ 410,86 milhões, na comparação com o 1T21, impulsionada pela
estratégia assertiva de aumentar o mix de produtos nas lojas e canais digitais e pela acelerada expansão de lojas Vivara e Life by Vivara nos últimos 12 meses, informou.

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) ajustado foi de R$ 51,2 milhões, alta de 388,3%. A margem Ebitda (Ebitda sobre receita líquida) ajustada, por sua vez, teve alta de 10,4 pontos percentuais, indo para 15,2%.

As vendas mesmas lojas (SSS) tiveram avanço de 41,7% na comparação anual, com expansão de 67,1% nas vendas em lojas físicas, na comparação com o primeiro trimestre de 2021.

As vendas digitais foram de R$ 51,6 milhões, queda de 10,9% em um ano, correspondentes a 12,6% das vendas totais da Vivara no período.

Os custos subiram 45,6% no primeiro trimestre, a R$ 109,2 milhões, com as despesas operacionais avançando 33,7%, a R$ 158,3 milhões.

A companhia registrou ao final do trimestre caixa líquido de R$ 294,1 milhões, queda de 18,9% se comparado a dezembro, com maiores investimentos em capital de giro e no plano de expansão. Os investimentos totalizaram R$ 23,8 milhões nos primeiros três meses de 2022, avanço de 84,3% em um ano, com a abertura de duas novas lojas desde o fim de 2021.

O consumo de caixa livre foi de R$ 68,8 milhões no primeiro trimestre, R$ 71,8 milhões acima do primeiro trimestre do ano passado. Isso se deveu principalmente pela retomada da operação e, consequentemente, aumento da alocação de capital de giro e retomada de investimentos no plano de expansão, destacou a companhia.

Procurando uma boa oportunidade de compra? Estrategista da XP revela 6 ações baratas para comprar hoje.

Compartilhe