Temporada de balanços

Sinqia (SQIA3) triplica lucro líquido no 1º trimestre de 2022, para R$ 16,6 milhões

O lucro líquido sem ajustes cresceu ainda mais, proporcionalmente. Saiu de R$ 779 mil no 1T21 para R$ 9,665 milhões, uma alta de 1.141%

Por  Equipe InfoMoney -

A Sinqia (SQIA3) reportou lucro líquido ajustado de R$ 16,605 milhões no 1T22, o que representa 200,1% a mais do que os R$ 5,534 milhões aferidos no 1T21.

O resultado é ajustado que desconsiderando itens relacionados à amortização dos intangíveis e ao benefício fiscal do ágio provenientes das aquisições.

O lucro líquido sem ajustes cresceu ainda mais, proporcionalmente. Saiu de R$ 779 mil no 1T21 para R$ 9,665 milhões, uma alta de 1.141,0%.

O Ebitda ajustado quase triplicou também, passando de R$ 12,422 milhões no 1T21 para 36,235 milhões no 1T22, alta de 191,7%. A margem Ebitda ajustado cresceu 7,9 pontos percentuais, para 26,1%.

Leia também:

Mais sobre balanço Sinqia

Já o resultado financeiro ficou negativo em R$ 5,329 milhões. As receitas financeiras atingiram R$ 4,118 milhões, 198,6% superiores ao 1T21, explicados pelo aumento do caixa médio e da taxa de juros no período.

Por outro lado, as despesas financeiras somaram R$ 9,447 milhões, 154,5% superiores ao mesmo período do ano anterior, refletindo o aumento da dívida bruta, com a emissão de debêntures, bem como as obrigações contraídas nas aquisições recentes, e da taxa de juros no período.

A receita líquida atingiu recorde de R$ 138,9 milhões, crescimento de 103,5% em relação ao mesmo período do ano anterior, que ficou em R$ 68,2 milhões. O resultado foi impulsionado pelo aumento de 128,5% na divisão de Software, e pelo aumento de 28,0% em Serviços.

Segundo mensagem da administração, “os números do 1T22 já compreendem, ainda que parcialmente, as aquisições fechadas no início do ano: NewCon, LOTE45 e Mercer Seguridade, que somadas às aquisições anteriores refletem uma ‘nova Sinqia’”.

A empresa ressalta que “mudou de patamar” e “ganhou qualidade”, além de rentabilidade e aceleração no crescimento: no trimestre, a Sinqia afirma que registrou “recordes em todas as linhas e crescimento substancial sobre o mesmo período do ano anterior”.

“O mix de receita apresentou uma nova composição”, segue a Sinqia, “com todas as unidades de negócio alcançando escala relevante, nomeadamente Bancos com 20,7%, Fundos com 13,1%, Previdência com 21,7%, Consórcios com 16,3%, Digital com 12,6% e Serviços com 15,7%. Além disso, a concentração de receita no maior cliente foi de apenas 2,5%, o menor valor da série”.

Oportunidade de compra? Estrategista da XP revela 6 ações baratas para comprar hoje. Assista aqui.

Compartilhe