Intelbras (INTB3) lucra R$ 122,7 milhões no terceiro trimestre, alta de 38,8% na base anual

Companhia atribui resultado ao forte desempenho operacional no período

Felipe Moreira

Divulgação

Publicidade

A Intelbras (INTB3) registrou lucro líquido de R$ 122,7 milhões no terceiro trimestre de 2022 (3T22), um aumento de 38,8% frente ao mesmo período de 2021, informou a companhia nesta segunda-feira (31). A empresa atribui o resultado do período ao “forte resultado operacional”.

O lucro antes juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) totalizou R$ 148,6 milhões no 3T22, um crescimento de 66,9% em relação ao 3T21.

Leia também:

Masterclass

As Ações mais Promissoras da Bolsa

Baixe uma lista de 10 ações de Small Caps que, na opinião dos especialistas, possuem potencial de valorização para os próximos meses e anos, e assista a uma aula gratuita

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Segundo a companhia, a melhora dos resultados deriva de uma melhor margem bruta e um adequado controle de despesas.

Receita da Intelbras cresce com ajuda do segmento de energia

A receita líquida somou R$ 1,132 bilhão no terceiro trimestre deste ano, crescimento de 49,2% na comparação com igual etapa de 2021, “construído através dos três segmentos de atuação, sendo Energia o segmento de destaque”, comenta Intelbras.

As vendas no segmento de Energia continuam aceleradas. Com a adição das receitas da controlada Renovigi, a Intelbras alcançou um crescimento de 180% em relação ao mesmo período do ano anterior.

Continua depois da publicidade

A margem Ebitda (Ebitda sobre receita) atingiu 13,1% entre julho e setembro, alta de 1,4 ponto percentual (p.p.) frente a margem registrada em 3T21.

O lucro bruto atingiu a cifra de R$ 322,6 milhões no terceiro trimestre de 2022, um aumento de 43,5% na comparação com igual etapa de 2021. A margem bruta foi de 28,5% no 3T22, baixa de 1,1 p.p. frente a margem do 3T21.

O retorno sobre capital investido (ROIC) atingiu 22,9% no terceiro trimestre de 2022, um recuo de 8,7 p.p. na comparação com igual do ano passado.

As despesas operacionais somaram R$ 190,3 milhões no 3T22, um crescimento de 26,7% em relação ao mesmo período de 2021.

O caixa líquido da Intelbras somava R$ 273,7 milhões no final de setembro de 2021, ante R$ 551,4 milhões da mesma etapa de 2021.