Energia

Enauta (ENAT3) multiplica prejuízo por seis no 1º trimestre; variação do câmbio pesou

Embora tenha registrado Ebitdax acima do mesmo trimestre do ano anterior, a variação do câmbio levou à Enauta a registrar prejuízo

Por  Equipe InfoMoney

A Enauta (ENAT3) divulgou balanço do 1T22 com prejuízo líquido de R$ 98,2 milhões, uma alta de 521,5% em relação ao prejuízo de R$ 15,8 milhões aferidos no 1T21.

Segundo a Enauta, a diferença é reflexo da variação no resultado financeiro, que migrou de uma despesa de R$ 59,1 milhões para R$ 328,6 milhões. “Embora a companhia tenha registrado um Ebitdax bem superior ao do mesmo trimestre do ano anterior, a variação do câmbio fez a companhia registrar prejuízo no período”.

O Ebitda cresceu 175,3%, indo a R$ 339,4 milhões no 1T22, em comparação aos R$ 123,3 milhões do 1T21. A margem Ebitda, porém, perdeu 14,4 pontos percentuais, para 53,9%.

Já o Ebitdax do 1T22 chegou a R$ 432,9 milhões, o que é 250,8% maior quando comparado ao 1T21. “Os principais efeitos que guiaram esse resultado foram a contabilização de 100% do resultado do Campo de Atlanta; a alta do Brent no trimestre; e a valorização comercial do óleo de Atlanta na comparação trimestral”, explica a empresa.

O Ebitdax é uma medida específica usada pelo setor de petróleo, calculada pelo Ebitda mais despesas de exploração com poços secos ou subcomerciais.

Mais sobre resultado da Enauta

Já o resultado financeiro foi negativo em R$ 328,6 milhões, comparado ao saldo negativo de R$ 59,1 milhões no 1T21, “impactado pela valorização do real em relação ao dólar, que foi de 15% no período”, explica. “A companhia vem aumentando o montante do seu caixa em dólares de forma a proteger a sua capacidade de investimento, tendo aumentado de 60% para 95% do final de 2021 para o final do 1T22”.

A receita líquida da Enauta subiu 248,4%, para R$ 629,6 milhões. Há um ano, a receita líquida ficou em R$ 180,7 milhões.

A produção total dos campos da Enauta cresceu 51,0% no período, para 1,585 milhão de barris de óleo equivalente (boe), ante o 1,052 milhão boe no 1T21, graças à produção de óleo, que cresce 297,4%, enquanto a de gás caiu 8,6%.

Oportunidade de compra? Estrategista da XP revela 6 ações baratas para comprar hoje. Assista aqui.

Compartilhe