Radar: comece o pregão sabendo as novidades do cenário corporativo

Fim da temporada de resultados não reduz importância da esfera corporativa; foco na fusão entre Sadia e Perdigão

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Dando continuidade à trajetória positiva vista na última sessão, as principais bolsas europeias e mercados futuros de Wall Street iniciam esta terça-feira (19) em alta. Em dia de agenda doméstica tranquila, o Ibovespa futuro segue o movimento externo, com alta de 0,05%, embora apresenta alguma instabilidade.

O maior apetite ao risco também influencia o mercado internacional de commodities, com os metais industriais operando em alta de mais de 2% na LME (London Metal Exchange). O petróleo também sobe forte nesta manhã, refletindo preocupações com a situação política da Nigéria e com o acidente em uma refinaria da Sunoco.

Fusões e Aquisições

Em meio a todo esse contexto, porém, o grande destaque desta manhã fica com a confirmação da associação entre Sadia (SDIA4) e Perdigão (PRGA3), condicionadas à adesão dos acionistas de ambas as empresas e à aprovação das autoridades brasileiras de defesa da concorrência.

Aprenda a investir na bolsa

Conforme comunicado enviado pela Perdigão, a operação compreende a alteração da denominação de Perdigão para BRF (Brasil Foods), a reorganização societárias das companhias e a incorporação de ações de Sadia pela BRF. Paralelamente a isso, a BRF realizará oferta pública de ações para captação de recursos no valor estimado de R$ 4 bilhões.

Vale lembrar que os investidores devem ficar atentos ao noticiário, já que os conselhos de administração da Sadia e da Perdigão concederão uma coletiva de imprensa às 10h30 de forma a detalhar a operação.

Petróleo e gás

A Petrobras (PETR3, PETR4) divulgou nota de esclarecimento negando a utilização de artifício contábil para a apuração dos impostos devidos pela empresa, de forma que não há qualquer problema de natureza contábil em seu balanço.

Vale lembrar que nesta semana foi instaurada uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) no Senado que deverá investigar se houve ou não fraude no balanço contábil da companhia.

A estatal também fica em evidência após anunciar a aquisição de 50% de participação na exploração do bloco 2714A, ao sul da Namíbia. Por fim, vale observar os rumores de que o BDC (Banco de Desenvolvimento da China) assinou um acordo de crédito de US$ 10 bilhões com a Petrobras, além de um acordo de US$ 800 milhões com o BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social).

Licitações

A Santos Brasil (STBR11) informou que sua controlada Union Armazenagem e Operações Portuárias participará de um processo licitatório, promovido pela CODESP (Companhia Docas do Estado de São Paulo), para o arrendamento de uma área na margem esquerda do Porto de Santos.

Cancelamento de ações

PUBLICIDADE

A Profarma (PFRM3) comunicou nesta manhã a aprovação do cancelamento de 1,7 milhão de ações atualmente mantidas em tesouraria, levando o capital social da companhia a 34.654.724 ações ordinárias.

Incorporações e parceiras

A Cyrela Realty (CYRE3) anunciou que submeterá a seus acionistas a proposta de incorporação da Goldsztein Participações. A consumação da operação proporcionará à Cyrela o controle total da Goldsztein, na qual atualmente detém participação de 50%.

Por fim, a LLX Logística (LLXL3) e MMX Mineração (MMXM3) anunciaram que Eike Batista, presidente dos Conselhos de Administração e acionista controlador de ambas as empresas, firmou um memorando de entendimentos com a Wuhan Iron and Steel, estabelecendo os principais termos de uma potencial parceria comercial e estratégica.