Presidente russo

Putin diz que Rússia resolverá seus problemas e chama sanções de ilegítimas

Presidente russo também disse que Moscou, que fornece um terço do gás da Europa, continuará a cumprir suas obrigações contratuais.

Por  Reuters -

(Reuters) – O presidente da Rússia, Vladimir Putin, disse nesta quinta-feira que as sanções impostas pelo Ocidente ao país são ilegítimas e que a Rússia resolverá calmamente os problemas decorrentes delas.

Durante uma reunião de governo, Putin também disse que Moscou –um grande produtor de energia que fornece um terço do gás da Europa– continuará a cumprir suas obrigações contratuais.

Falando calmamente, o líder do Kremlin reconheceu que as sanções impostas desde o início do que a Rússia chama de sua “operação militar especial” na Ucrânia estavam sendo sentidas.

“É claro que em momentos como esse a demanda das pessoas por certos grupos de mercadorias sempre aumenta, mas não temos dúvidas de que resolveremos todos esses problemas enquanto trabalhamos de forma calma”, disse.

“Gradualmente, as pessoas se orientarão, compreenderão que simplesmente não há eventos que não possamos fechar e resolver.”

Na mesma reunião, o ministro russo das Finanças, Anton Siluanov, disse que a Rússia tomou medidas para limitar a saída de capitais e que o país irá pagar o serviço de sua dívida externa em rublos.

“Nas últimas duas semanas, os países ocidentais travaram uma guerra econômica e financeira contra a Rússia”, disse.

Ele disse que o Ocidente descumpriu suas obrigações com a Rússia ao congelar as reservas de ouro e de moeda estrangeira do país. O Ocidente está tentando impedir o comércio exterior, disse o ministro.

“Nestas condições, a prioridade é estabilizarmos a situação no sistema financeiro”, disse Siluanov.

Oportunidade de compra? Estrategista da XP revela 6 ações baratas para comprar hoje. Assista aqui.

Compartilhe