PRIO (PRIO3) divulga produção de novembro, Lojas Renner (LREN3) tem mudança acionária relevante e Zamp (ZAMP3) unifica AGEs

Confira os principais destaques do noticiário corporativo desta terça-feira (5)

Felipe Moreira

PRIO PRIO3 Divulgação Site

Publicidade

O radar corporativo desta terça-feira (5) tem como destaque a produção diária no mês de novembro da PRIO (PRIO3). Além disso, a Lojas Renner (LREN3) anunciou mudança acionária relevante.

Já a Zamp (ZAMP3) decidiu unificar os pedidos da Mar Absoluto Master e da MC Brazil F&B Participações, sociedade que faz parte do grupo Mubadala Capital, em uma só assembleia geral extraordinária (AGE).

Eletrobras (ELET3) vendeu fatia em SPEs do complexo Chapada do Piauí.

Treinamento Gratuito

Manual dos Dividendos

Descubra o passo a passo para viver de dividendos e ter uma renda mensal previsível, começando já nas próximas semanas

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Serena (SRNA3) iniciou operações do projeto eólico Goodnight 1 no Texas.

Valid vendeu participação em empresa irlandesa para o Softbank e reforçou foco no Brasil.

Cruzeiro do Sul (CSED3) antecipou pagamento de dividendos para a próxima sexta-feira.

Continua depois da publicidade

Helbor (HBOR3) elegeu Leonardo Fuchs Piloto como diretor financeiro e de relações com investidores.

Pague Menos (PGMN3) elegeu Jonas Marques para ocupar cargo CEO a partir de janeiro

Confira mais destaques:

Prio (PRIO3)

A Prio (PRIO3) informou que a produção diária no mês de novembro atingiu 99.313 barris de óleo equivalente por dia (boed) enquanto as vendas totais de petróleo atingiram 2.094.088 barris.

Segundo a companhia, o campo de Frade foi impactado por dois eventos de paradas de produção devido a instabilidades no sistema de instrumentação.

Lojas Renner (LREN3)

A Lojas Renner (LREN3) divulgou que o bando Goldman Sachs que os fundos administrados pelo banco realizaram operações que resultaram em uma posição de derivativos com liquidação financeira equivalente a 48.327.761 ações ON da companhia ou fatia de 5,02%.

Zamp (ZAMP3)

A Zamp (ZAMP3) decidiu nesta segunda unificar os pedidos da Mar Absoluto Master Fundo de Investimentos e da MC Brazil F&B Participações S.A, sociedade que faz parte do grupo Mubadala Capital, em uma só assembleia geral extraordinária (AGE). As pautas pedidas pela Mar Absoluto entram no encontro do dia 3 de janeiro.

Dessa forma, após os pedidos feito pelos dois grupos de acionistas, de forma a e diminuir eventuais incertezas e volatilidade durante o período entre uma e outra AGE, o conselho de administração decidiu que a unificação de todos os assuntos de ambos os pedidos em um só encontro atende ao conjunto de acionistas da companhia.

Ainda de acordo com a decisão, os acionistas, dessa forma, terão a oportunidade de avaliar o contexto inteiro, considerando a totalidade das variáveis e as consequências de cada item proposto.

Valid (VLID3)

A Valid se prepara para embolsar 32,1 milhões de euros (R$ 171,95 milhões) com a venda de 67,5% da sua participação minoritária na Cubic Telecom,  empresa irlandesa de plataformas de conectividade. O valor supera em mais de três vezes o investimento inicial da companhia no negócio, de 10 milhões de euros, feito em 2017. O comprador é o conglomerado japonês Softbank, que adquiriu ao todo 51% do capital da Cubic, incluindo as fatias de outros acionistas da empresa, como a Qualcomm e a Cariad, braço de software da Volkswagen. A Valid possuía participação de 6% e, pelo acordo, vai manter a fatia remanescente no negócio pelos próximos dois anos.

Até lá, a companhia decidirá se vai permanecer ou sair por completo da investida. A Cubic se apresenta como líder em softwares de conexões IoT (sigla em inglês para “internet das coisas”) para veículos automotivos, incluindo máquinas agrícolas.  Está presente em mais de 190 países, com predominância no mercado europeu e 17 milhões de aparelhos conectados, segundo dados disponíveis no site da empresa. Foi avaliada em 900 milhões de euros na transação com o Softbank, que vai desembolsar 473 milhões pelo controle do negócio e vai ter direitos a três assentos no conselho de administração.

Eletrobras (ELET3;ELET6)

A Eletrobras (ELET3;ELET6) assinou contrato com a Infraestrutura Brasil Holding XX, empresa controlada por fundos geridos pelo Pátria Investimentos, para a venda de 49% no capital social das Sociedades de Propósito Específico (SPEs) Chapada do Piauí.

As participações nesses ativos mantidos para venda estavam contabilizados por R$ 222 milhões no 3T23 sendo que em 2022 eles geraram um prejuízo por equivalência patrimonial de R$ 9,8 milhões. Os demais aspectos da transação estão cobertos por cláusulas de confidencialidade.

Os complexos eólicos são compostos por um total de 15 SPEs, somando 377,5 MW de capacidade instalada, localizados no estado do Piauí.

Serena (SRNA3)

A Serena iniciou as operações do projeto eólico Goodnight 1 no Texas, seu primeiro empreendimento no Ercot, o maior mercado de energia dos Estados Unidos.

Goodnight 1 possui capacidade instalada de 265,5 MW, suas 59 turbinas Vestas estão totalmente montadas e devem atingir plena operação comercial até o final do ano, quando produzirá energia renovável capaz de abastecer mais de 60.000 residências naquele mercado.

O projeto teve um CAPEX de aproximadamente US$300 milhões e expansões poderão ser lançadas nos próximos anos, uma vez que a demanda por energia renovável continua a crescer nos EUA.

Cruzeiro do Sul (CSED3)

A Cruzeiro do Sul (CSED3), informou que a data de pagamento dos dividendos intermediários anunciado em 24 de novembro de 2023, será antecipada do dia 19 de dezembro para o dia 08 de dezembro de 2023.

O valor total dos proventos é de R$ 60 milhões, provenientes do saldo da conta de lucros acumulados. O valor por ação ordinária em circulação será de R$ 0,1645898391582.

Farão jus ao recebimento dos dividendos todos os titulares de ações ordinárias de emissão da companhia na data de 14 de novembro de 2023.

Pague Menos (PGMN3)

O Conselho de Administração Pague Menos (PGMN3) iniciou processo de transição para a posição de Diretor Presidente da companhia, indicando Jonas Marques como sucessor de Mário Queirós, após 8 anos na posição.

O processo de transição terá início em 4 de janeiro de 2024, quando tomará posse o novo CEO, concluindo-se em 4 de abril de 2024.

Após o fim da transição, o Queirós será indicado a compor o conselho de administração da Pague Menos.

Americanas (AMER3)

O Banco Safra, que não assinou o acordo firmado entre Americanas e banco credores em novembro, partiu novamente ao ataque e questiona a legalidade do plano de recuperação judicial (PRJ) da rede de varejo. Em petição de 44 páginas nesta segunda-feira, 4, na Justiça, obtida pelo Broadcast (sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado), pede a anulação do plano e fala que o acordo com credores tem cinco tentativas de fraude.

O PRJ “encobre ilícitos civis, contábeis e criminais”, destaca a petição dos advogados do Safra, que tem R$ 2,5 bilhões a receber do grupo varejista. Para os advogados, o objetivo claro da Americanas, ao fazer uma “corrida” e tentar aprovar “à fórceps” o plano no “encerrar das luzes de 2023” se dá por conta da busca de benefícios tributários exclusivos, para a própria rede de varejo e “instituições financeiras coniventes com a fraude”. A assembleia de credores está marcada para o dia 19 deste mês.

Na petição, os advogados do Safra questionam “graves ilegalidades” e argumentam que elas podem anular todo o PRJ da Americanas. Neste ponto, mencionam cinco tentativa de fraudes encobertas no acordo firmado entre os credores – Bradesco, Santander, BTG Pactual e Itaú Unibanco.

Helbor (HBOR3)

O Conselho de Administração da Helbor (HBOR3) elegeu Leonardo Fuchs Piloto para os cargos de diretor financeiro e de relações com investidores da companhia em substituição à Roberval Lanera Toffoli, que desde 4 de outubro de 2023 ocupa interinamente os cargos em questão.

Leonardo tomou posse nesta segunda-feira (4) para um mandato que se estendera pelo remanescente do mandato em curso da diretoria – ou seja, até primeria reunião do Conselho de Administração seguinte à assembleia geral ordinária que deliberar sobre as demonstrações financeiras a se encerrar em 31 de dezembro de 2024, a ser realizada em 15 de maior de 2025.

Unigel

A Unigel Participações assinou um acordo na última sexta-feira, 1, para a venda de 100% das ações da Plastiglás de México para o Grupo Verzatec através de uma de suas subsidiárias.

O processo de venda está em linha com o plano de readequação da estrutura de capital da Unigel, conforme informado por meio de Comunicado ao Mercado publicado em 05 de junho de 2023, o qual envolve, entre outros, negociações com nossos principais credores e operações de M&A em ativos específicos.

Priner (PRNR3)

A Priner (PRNR3) informou que a Alpha Key Capital Management Investimentos alterou sua participação, passando a deter ações ordinárias que representam aproximadamente 5,22% do total das ações ordinárias da companhia, ampliando sua participação.

PDG (PDGR3)

A companhia recebeu correspondência eletrônica de Breof Empreendimentos Residenciais II Ltda., informando a aquisição de participação acionária na Companhia, passando a deter 6.791.011 ações ordinárias, equivalentes a aproximadamente 8,73% do capital social da Companhia.