Preço de televisores LCD varia até R$ 1.850

Antes de comprar TV de LCD, é preciso pesquisar, já que nem sempre o modelo mais caro é o que apresenta melhor funcionalidade

Por  Equipe InfoMoney -

SÃO PAULO – Apesar de nenhum televisor disponível no mercado nacional estar apto para receber os sinais da TV Digital sem um decodificador, a implantação desse sistema em 2 de dezembro, aliado à proximidade do Natal e à queda nos preços, deve fazer com que um grande número de consumidores compre um aparelho de LCD neste final de ano.

Mas, antes de sair as compras, é preciso pesquisar. Um levantamento realizado pela Pro Teste mostrou que o mesmo aparelho pode custar até R$ 1.850 a mais, caso do modelo Samsung LN32R71B, que é encontrado pelo preço mínimo de R$ 3.149 e o preço máximo de R$ 4.999. Além disso, o estudo revela que nem sempre o aparelho mais caro é o que oferece melhores funcionalidades.

A associação analisou aparelhos das marcas Sony, Samsung, Gradiente, LG, Philips e Semp Toshiba e elegeu o modelo LCD-3230 da Gradiente como a escolha certa na hora da compra, por reunir a melhor relação qualidade/preço. Esse aparelho foi encontrado com preços entre R$ 2.699 e R$ 3.999, uma diferença de 48,17% de um ponto de venda para outro.

Preço x recursos

A Pro Teste alertou ainda para o fato de que há outros produtos que custam mais e são menos eficientes, caso do modelo 32PF5321/78, da Philips, e do LC3210W, da Semp Toshiba. Eles ocuparam o penúltimo e o último lugares, respectivamente, na análise feita pela associação, e são vendidos pelo preço máximo de R$ 4.999, ou seja, 42,87% mais que o preço mínimo da KLV-32S200AT, da Sony, que foi o melhor avaliado.

De acordo com os resultados, o modelo da Sony possui a melhor imagem, é o mais versátil e consome menos energia que os outros 5 aparelhos. No entanto, por custar entre R$ 3.499 e R$ 4.999, não apresentou o melhor custo/benefício da pesquisa.

Consumo de energia

Como uma das vantagens do televisor em LCD é o menor gasto de energia elétrica, a pesquisa avaliou o consumo de cada aparelho e concluiu que nenhum modelo tem alto consumo quando está no modo stand by.

O destaque ficou com a Sony, por ser a TV que consome menos energia em uso, além de não consumir quase nada em stand by. Gradiente, Semp Toshiba e Samsung consomem cerca de 30% mais energia que a Sony.

Compartilhe