Presidente do BC americano

Powell diz que variante ômicron aumenta riscos econômicos

Presidente do Fed, contudo, não comentou medidas específicas de política monetária ou a possibilidade de mudanças no ritmo da redução das compras de ativos

Por  Bloomberg -

(Bloomberg) – Ao comentar pela primeira vez sobre a variante ômicron do coronavírus, o presidente do Federal Reserve, Jerome Powell, disse que a cepa representa riscos para ambos os lados do mandato do banco central dos EUA de conseguir preços estáveis e pleno emprego.

“O recente aumento de casos de Covid-19 e o surgimento da variante ômicron representam riscos negativos para o emprego e a atividade econômica e aumentam a incerteza sobre a inflação”, disse Powell em depoimento divulgado na segunda-feira, um dia antes de sua audiência no Comitê Bancário do Senado.

“Uma preocupação maior com o vírus poderia reduzir a disposição das pessoas de trabalhar presencialmente, o que desaceleraria o progresso no mercado de trabalho e intensificaria as disrupções na cadeia de suprimentos.”

Powell, em texto relativamente breve, não comentou medidas específicas de política monetária ou a possibilidade de mudanças no ritmo da redução das compras de ativos, uma questão importante que outras autoridades do Fed apontaram em comentários recentes.

Leia também:
Alertas da Moderna sobre variante ômicron sacodem mercados

Powell – que há uma semana recebeu um segundo mandato do presidente dos EUA, Joe Biden – comparece ao Congresso nesta terça-feira (30) acompanhado da secretária do Tesouro, Janet Yellen, no primeiro de dois dias de audiências sobre o programa de estímulo da pandemia. O Comitê de Serviços Financeiros da Câmara realiza outra audiência na quarta-feira.

Em comentários preparados para o painel, Yellen disse que, embora esteja acompanhando as notícias sobre a variante ômicron, “neste ponto, estou confiante de que nossa recuperação continua forte”.

Yellen também pediu ao Senado que aprove o projeto de lei de gastos sociais de Biden, o chamado “Build Back Better”, e alertou parlamentares de que precisam aumentar em breve o limite da dívida do país. Ela já havia indicado que o Tesouro corre o risco de ficar sem caixa depois de 15 de dezembro.

A descoberta da variante ômicron gerou novas incertezas sobre a economia. Governos aumentaram as restrições às viagens, e a Organização Mundial da Saúde alertou que a cepa pode levar a um novo surto de casos de Covid-19.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Apesar do forte crescimento do emprego neste ano, “ainda há um caminho a percorrer para alcançar o pleno emprego”, como também em termos de participação na força de trabalho, disse Powell, e “esperamos que o progresso continue”. Ele acrescentou que o desemprego continua a cair “desproporcionalmente” entre negros e hispânicos

Mesmo em meio aos desafios impostos pela pandemia, a economia dos EUA avança. Economistas do JPMorgan Chase elevaram a estimativa de crescimento anualizado de 5% para 7% para os últimos três meses do ano. A expansão alimentou a inflação, e os preços ao consumidor subiram no ritmo mais rápido em 30 anos em outubro.

“A maioria dos analistas, incluindo o Fed, ainda espera que a inflação caia significativamente ao longo do ano que vem, à medida que os desequilíbrios de oferta e demanda diminuam”, disse Powell. “É difícil prever a persistência e os efeitos das restrições de oferta, mas agora parece que os fatores que empurram a inflação para cima permanecerão no próximo ano.”

Nas últimas semanas, autoridades do Fed discutiram a possibilidade de acelerar o ritmo de redução das compras mensais de ativos do banco central, o que lhes daria a opção de antecipar o aumento das taxas de juros em 2022, caso necessário, para manter as pressões inflacionárias sobre controle.

Ainda não investe no exterior? Estrategista da XP dá aula gratuita sobre como virar sócio das maiores empresas do mundo, direto do seu celular – e sem falar inglês

Compartilhe