Porto (PSSA3) lucra R$ 688,9 milhões no 4º trimestre, com alta anual de 24%

Companhia divulgou seu balanço na noite desta terça-feira (27) e apresentou lucro líquido recorde no ano

Camille Bocanegra

Publicidade

A seguradora Porto (PSSA3) obteve lucro líquido recorrente de R$ 688,9 milhões no quarto trimestre de 2023, conforme resultados divulgados pela companhia na noite desta terça-feira (27). O número é 24,0% maior que o registrado em igual período do ano passado e acima da projeção do consenso LSEG, que estimava R$ 630 milhões. No ano, o lucro líquido da companhia atingiu resultado recorde, em R$ 2,26 bilhões.

O lucro antes de imposto de renda e contribuição social (LAIR) foi de R$ 1,23 bilhões, com alta anual de 46,4% e de 1,9% na comparação trimestral. A receita total da companhia foi de R$ 8,46 bilhões no período, alta anual de 9,5%.

O retorno médio sobre o patrimônio líquido (ROAE, na sigla em inglês) atingiu 23,9% no quarto trimestre de 2023 e, no ano, o ROAE ficou em 19,6%.

Masterclass

As Ações mais Promissoras da Bolsa

Baixe uma lista de 10 ações de Small Caps que, na opinião dos especialistas, possuem potencial de valorização para os próximos meses e anos, e assista a uma aula gratuita

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

As despesas administrativas somaram R$ 1,02 bilhões no 4T23, um crescimento de 6,8% em relação ao mesmo período de 2022.

O resultado financeiro líquido foi positivo em R$ 355,8 milhões no quarto trimestre de 2023, uma aumento de 111,4% sobre a mesma etapa de 2022.

No 4T23, a sinistralidade do Auto atingiu 53,3% no período (-5,6 p.p. vs. 4T22). “A redução em relação ao quarto trimestre de 2022 é explicada pelo aperfeiçoamento nos modelos de subscrição e pelas adequações de tarifas realizadas”, explica a empresa.

Continua depois da publicidade

Os prêmios emitidos totais do Auto cresceram 2,7% no trimestre (vs. 4T22) e 10,7% no ano (vs. 2022).

“A evolução observada no período foi decorrente principalmente da estratégia de aceleração das vendas em determinadas praças, o que contribuiu para o incremento de 245 mil veículos na frota segurada”, diz relatório.

No 4T23, os prêmios do Vida aumentaram 8,6% (vs. 4T22), alavancado pelo segmento Vida Coletivo e pelo seguro Viagem.