Em mercados / politica

Deputados apontam melhora na relação com governo Bolsonaro, mostra pesquisa XP

Levantamento mostra que nos três critérios avaliados (relação individual com o governo, atendimento a demandas individuais e relação entre os Poderes) quadro hoje é mais favorável do que há dois meses

 Bolsonaro e Maia
(Marcos Corrêa/PR)

SÃO PAULO - Após uma série de atritos ao longo dos primeiros seis meses de gestão, parlamentares observam uma melhora no relacionamento entre o governo do presidente Jair Bolsonaro (PSL) e a Câmara dos Deputados. É o que mostra a quarta rodada da pesquisa XP Investimentos com deputados.

Segundo o levantamento, feito entre os dias 18 e 26 de junho (ou seja, capturando parcialmente a nova rodada de desencontros que culminou no atraso do calendário da reforma da Previdência), subiu para 49% o percentual de congressistas que classificam como ótima ou boa sua relação individual com o Palácio do Planalto. Já os que avaliam essa interlocução como ruim ou péssima somam 27%.

Em abril, antes mesmo de um dos episódios que marcou o ápice no nível de tensionamento entre Executivo e Legislativo – o compartilhamento de texto de fonte anônima que dizia que o Brasil é "ingovernável" pelo presidente em aplicativo de mensagens –, o grupo de parlamentares satisfeitos somava 34% dos deputados federais no exercício do mandato. Já os insatisfeitos representavam 30% dos assentos na casa.

xpcongresso2806b

Ao menos no relacionamento individual com congressistas, o resultado da pesquisa coloca Bolsonaro em patamares similares aos de fevereiro, quando começavam os trabalhos no Poder Legislativo. O resultado atual é ainda mais parecido com o de cerca de quatro meses atrás quando se desconsidera o aumento da insatisfação de parlamentares da oposição.

Neste caso, o grupo dos que avaliam a interlocução como ótima ou boa soma 68% dos legisladores entrevistados, ante 64% em fevereiro e 48% em abril. A pesquisa da XP Investimentos ouviu 236 dos 513 deputados federais no exercício do mandato, entre os dias 18 e 26 de abril. A amostra de entrevistados respeitou a proporcionalidade das bancadas partidárias na casa legislativa.

xpcongresso2806a

O levantamento também mostra que, ao longo dos meses, melhorou a percepção dos deputados sobre o atendimento de suas próprias demandas por parte do governo. De fevereiro para cá, as respostas positivas saltaram de 12% para 31%. As negativas, por sua vez, saltaram de 9% para 30% no período. Houve, no entanto, um recuo em relação a abril, quando o grupo somou 37% dos respondentes.

xpcongresso2806c

O avanço é mais evidente entre deputados da base governista e do centro: de 16% para 40% nas avaliações positivas neste período de quatro meses. As negativas ficaram em 20%, no meio do caminho entre os resultados de fevereiro, 5%, e de abril, 33%.

xpcongresso2806d

Quanto ao relacionamento entre Executivo e Legislativo, deputados também veem uma melhora entre abril de junho. Para 28%, hoje essa relação é ótima ou boa. Em abril, eram 16%. Já o grupo antagônico, que classifica essa interação como ruim ou péssima, foi de 55% para 33% no período.

xpcongresso2806e

O resultado, porém, está longe de repetir a fotografia de fevereiro, quando as respostas positivas somaram 57% (excluindo a oposição, o grupo representava 67% dos congressistas consultados), e as negativas 12% (8% sem membros de bancadas contrárias ao governo).

xpcongresso2806f

Receba com exclusividade todas as edições do Barômetro do Poder e fique por dentro do que os maiores especialistas da política estão esperando para o futuro do país. É grátis!

 

Contato