Em mercados / politica

Reformas previdenciária e tributária são maiores desafios de Bolsonaro, apontam Kim Kataguiri e Arthur do Val

Os políticos do DEM ainda comentaram assuntos considerados polêmicos, como o porte de arma, o aborto e a descriminalização da maconha

SÃO PAULO - O deputado federal Kim Kataguiri (DEM-SP) e o deputado estadual eleito por São Paulo, Arthur Moledo do Val (DEM), mais conhecido como Arthur "Mamãe Falei", elegeram as reformas previdenciária, tributária e política como um dos maiores desafios do futuro governo de Jair Bolsonaro (PSL). Os dois estiveram nos estúdios do InfoMoney para uma entrevista que pode ser vista no vídeo acima. 

No centro das atenções nesta fase de transição, a reforma da Previdência pode ser encaminhada ainda neste ano, segundo indicações do presidente eleito.

"Tem que ser aprovado neste ano para passar porque é uma demonstração de força política do governo Bolsonaro de conseguir neste legislatura uma proposta de emenda constitucional, que é uma coisa muito difícil, e uma sinalização ao mercado de que haverá reformas mais profundas no ano que vem", explica Kataguiri, informando que estará em Brasília na próxima semana trabalhando em prol da aprovação da reforma até o fim do governo Michel Temer. Do Val defende um sistema de capitalização para a previdência. 

O avanço da reforma trabalhista também foi citada como uma pauta importante a ser desenvolvida nos próximos quatro anos. "As pessoas estão querendo modernizar as relações contratado e contratante, mas está longe de ser o ideal", diz do Val. 

Sobre a questão tributária, Kataguiri disse gostar da ideia de alíquota única de imposto de renda para quem recebe até 5 salários mínimos e a criação do IVA (Imposto de Valor Agregado). 

Aproveite o otimismo da Bolsa: invista na XP com taxa ZERO para abertura e manutenção de conta!

Vale lembrar que a dupla era crítica de Bolsonaro, quando ele ainda era candidato, e agora se veem mais alinhados às propostas do presidente eleito na medida em que afloraram pautas mais liberais, especialmente apoiados por seu guru econômico, Paulo Guedes, como às voltadas para privatizações. Do Val ainda destacou a melhora na "postura de homem público" de Bolsonaro. 

Embora mais alinhados no discurso, Kataguiri disse que Bolsonaro ainda precisa melhorar alguns posicionamentos e avançar no liberalismo, o que incluiria apoiar a privatização da Petrobras, do Banco do Brasil e da Caixa Econômica Federal. 

Moro no Ministério da Justiça
Sobre a escolha do juiz federal Sérgio Moro para ser ministro da Fazenda, Kataguiri acredita que foi uma boa escolha. 

"Se ele pudesse fazer mais dentro da primeira instância, ele não sairia para ser ministro da Justiça. Como ministro, uma das exigências dele foi justamente o Coaf [Conselho de Controle de Atividades Financeiras] saindo do Ministério da Fazenda para o Ministério da Justiça e crimes financeiros sempre foram uma especialidade do Moro", destaca o deputado federal. 

"Não podemos nos antecipar e dizer se ele pode ser ou não um bom ministro porque quando você é um braço do governo é diferente de quando você é um juiz. Não arrisco dizer se ele vai ser ou não um bom ministro", pontuou do Val.

Os parlamentares recém-eleitos ainda comentaram assuntos considerados polêmicos, como o porte de arma, o aborto e a descriminalização da maconha. Confira no vídeo acima.

Aproveite o otimismo da Bolsa: invista na XP com taxa ZERO para abertura e manutenção de conta!

 

Contato