Em mercados / politica

Rejeição a Bolsonaro alcança 44%; Haddad tem 23% e Alckmin tem 22%, aponta Ibope

Marina Silva (Rede) aparece com o segundo maior índice de rejeição, de 26%

Haddad, Alckmin e Bolsonaro
(Reprodução)

SÃO PAULO - A taxa de rejeição ao candidato Jair Bolsonaro (PSL) foi de 44% na pesquisa Ibope divulgada na noite desta quarta-feira (5). Essa taxa mostra em qual dos candidatos o eleitor não votaria de jeito nenhum e os entrevistados puderam escolher mais de um nome. 

Marina Silva (Rede) aparece com o segundo maior índice de rejeição, de 26%, seguida por Fernando Haddad (PT), com 23%, e Geraldo Alckmin (PSDB), com 22%. Ciro Gomes (PDT) tem taxa de rejeição de 20%. Henrique Meirelles (MDB), Cabo Daciolo (PATRI) e Eymael  (DC) aparecem com 14%.

Leia também: Bolsonaro perde de Alckmin, Ciro e Marina no 2º turno, aponta Ibope

Alvaro Dias (PODE), Guilherme Boulos (PSOL) e Vera Lucia (PSTU) também têm o mesmo índice de rejeição, de 13%. João Amoêdo (Novo) tem 12% de rejeição e João Goulart Filho (PPL) tem 11%. Dos entrevistados, 10% não sabem ou não responderam e 1% afirmou que poderia votar em todos os candidatos.

Vale lembrar que os eleitores entrevistados puderam citar mais de um candidato e, portanto, os resultados somam mais de 100%. Além disso, não é possível comparar os resultados desta pergunta com os da pesquisa Ibope anterior, uma vez que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva não constou como opção de resposta porque sua candidatura foi indeferida pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral).

Quer proteger seus investimentos das incertezas das eleições? Clique aqui e abra sua conta na XP Investimentos

 

Contato