Em mercados / politica

Debate morno? Repercussão na internet aponta para vencedor óbvio e - até agora - imbatível

Jair Bolsonaro (PSL) foi o campeão em diversas métricas: número de menções no Twitter, conquista de novos seguidores durante o debate e uso de hashtags, segundo o Sistema Bites

Debate Band
(Kelly Fuzaro/Band)

SÃO PAULO - Quem esperava por embates acalorados e até alguns candidatos perdendo a cabeça no primeiro debate com presidenciáveis de 2018 pode ter se frustrado com um evento que foi considerado "morno" por boa parte dos telespectadores e sem a já tradicional eleição de vencedores e perdedores. Para quem ficou com um olho no debate e outro na internet, no entanto, houve um vencedor claro - pelo menos no ambiente online. 

Jair Bolsonaro (PSL) foi o campeão em diversas métricas: número de menções no Twitter, conquista de novos seguidores durante o debate e uso de hashtags, segundo o Sistema Bites, que captou os fluxos de opinião gerados nas últimas horas pelo público digital em seus perfis no Twitter e interações nas páginas oficiais dos candidatos no Twitter e no Facebook, nas buscas no Google Brasil e no compartilhamentos de links de notícias sobre o primeiro encontro na televisão dos candidatos a presidente. 

menções
Fonte: Sistema Bites

A combinação desses dados revela que os adversários de Bolsonaro ainda não encontraram uma estratégia consistente para desidratá-lo até o primeiro turno - pelo menos quando o assunto é popularidade na internet. Ninguém conseguiu confrontá-lo a ponto de criar uma ressonância negativa à sua candidatura na rede e Bolsonaro deixou o debate com a mesma popularidade que entrou. 

share
Fonte: Sistema Bites

Bolsonaro foi o candidato que mais conquistou novos fãs e seguidores nos seus perfis oficiais nas redes sociais desde as 22h08 de quinta-feira (9), com 10.520, o equivalente à soma total dos ganhos no Twitter e no Facebook de Marina Silva (Rede), Geraldo Alckmin (PSDB), Alvaro Dias (Podemos), Guilherme Boulos (Psol), Ciro Gomes (PDT) e Henrique Meirelles (MDB).  

Cabo Daciolo, até então desconhecido da maior parte dos eleitores, ganhou 2.896 novos fãs e seguidores. Patamar acima de Alckmin (529), Marina (530), Alvaro Dias (1.198) e Henrique Meirelles (337). Daciolo só ficou atrás de Guilherme Boulos (3.763) e Ciro Gomes (3.648).

Leia também: Quem é Cabo Daciolo, o candidato nacionalista que quer transformar o Brasil em uma teocracia

Nem mesmo o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva registrou resultado igual nas últimas horas, apesar do esforço do seu vice, Fernando Haddad. Haddad utilizou a página oficial do ex-presidente no Facebook para uma transmissão paralela. Foi baixa a propagação. Segundo medições do Sistema Bites, Lula conquistou 3.314 novos fãs e seguidores. A ação no Facebook registrou 62 mil comentários, 23 mil compartilhamentos e 781 mil visualizações. O vídeo da transmissão oficial no Youtube da TV Band alcançou 2,1 milhões de visualizações, além da audiência na TV aberta.

Nas páginas oficiais de Bolsonaro, ele produziu 20 posts que registraram 50.803 compartilhamentos no Facebook  e 37 mil retuítes. Alckmin, por exemplo, fez 27 posts nas duas plataformas e conseguiu angariar 1.546 compartilhamentos e 590 retuítes. O debate da TV Band produziu 2,7 milhões de posts no Twitter desde o seu início até 7h desta sexta-feira (10). 

O mesmo fenômeno ocorreu em torno das hashtags mais utilizadas durante o debate. Críticos de Bolsonaro acusaram a sua equipe de internet de utilizar robôs no Twitter, algo possível de ocorrer, para criar uma falsa percepção da aderência ao candidato do PSL nos assuntos mais comentados no Brasil e no mundo. As hashtags relacionadas ao candidato só ficaram atrás das genéricas sobre o debate. Veja:

hashtags
Fonte: Sistema Bites

Quer sair da poupança e ver seu dinheiro render MAIS? Clique aqui e abra sua conta na XP Investimentos

 

Contato