Em mercados / politica

"Lula está preso para não ganhar as eleições", diz Manuela d'Ávila em "debate paralelo"

Fernando Haddad e Manuela d'Ávila
(Reprodução/Twitter)

SÃO PAULO - "No fim, Lula está preso, todo mundo sabe, para ele não ganhar as eleições", disse Manuela d'Ávila (PCdoB), deputada estadual, durante um "debate" paralelo ao que é realizado na noite desta quinta-feira (9) pela TV Bandeirantes. 

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva não participa do debate por estar preso por corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso do triplex do Guarujá. Em forma de protesto, o PT faz uma transmissão paralela pela internet durante o debate da TV Bandeirantes. 

O “Debate com Lula”, como foi chamado o evento, tem Fernando Haddad, que deverá herdar a titularidade da chapa petista, e a deputada estadual Manuela D’Ávila, escolhida para ser vice com a confirmação do ex-presidente fora da disputa pela Justiça Eleitoral. A presidente nacional do PT, senadora Gleisi Hoffmann, e o coordenador da campanha de Lula, José Sergio Gabrielli, também participa da transmissão.

Leia também:
- Confira os principais destaques do debate da Band
Quem é Cabo Daciolo, o candidato nacionalista que quer transformar o Brasil em uma teocracia

"Nós estamos aqui para fazer a voz do Lula e nosso Plano de Governo chegar na dona de casa, chegar na casa do trabalhador rural. Lula já provou sua capacidade de governar e está com muita disposição", disse Haddad no "debate paralelo". 

Antes do início das transmissões, Lula enviou uma carta para a TV Bandeirantes e afirmou que a decisão da Justiça é uma maneira de "censura" e que fere "a liberdade de imprensa".

Participam do debate da TV Bandeirantes os candidatos Álvaro Dias (Podemos), Cabo Daciolo (Patriota), Geraldo Alckmin (PSDB), Marina Silva (Rede), Jair Bolsonaro (PSL), Guilherme Boulos (PSOL), Henrique Meirelles (MDB) e Ciro Gomes (PDT).

Quer sair da poupança e ver seu dinheiro render MAIS? Clique aqui e abra sua conta na XP Investimentos

 

Contato