Recompensa

Plataforma cripto roubada em US$ 600 mi oferece US$ 500 mil e vaga de chefe de segurança para hacker

Poly Network oferece recompensa ao hacker, que disse que quer devolver o valor roubado na semana passada

Por  Rodrigo Tolotti

SÃO PAULO – Após sofrer um roubo de mais de US$ 600 milhões em criptoativos, a plataforma Poly Network agora está oferecendo US$ 500 mil e uma vaga como chefe de segurança para o hacker que a atacou.

O Poly, que é um protocolo de interoperabilidade entre blockchains, sofreu há cerca de uma semana o que ficou conhecido como o maior ataque hacker da história de um projeto de Finanças Descentralizadas (DeFi), envolvendo roubos nas redes Binance Smart Chain, Ethereum e Polygon.

Porém, nos dias que se passaram, surgiu um cenário curioso conforme o hacker passou a devolver parte das criptomoedas pegas por ele.

A maior parte do valor já foi devolvido, porém, mais de US$ 200 milhões estão “travados” em uma conta que precisa de senhas tanto da Poly Network quanto do hacker para serem acessadas.

A Poly agora tem chamado o hacker e “white hat” (chapéu branco, em tradução livre), como são conhecidos os “hackers éticos”, que realizam ataques para testarem e descobrirem falhas em sistemas, sem roubarem dinheiro.

Na semana passada, o hacker realizou uma brincadeira, respondendo perguntas de usuários, em que disse que sua intenção sempre foi devolver o valor roubado e que queria apenas ensinar uma lição para a Poly Network.

Nos últimos dias a Poly também passou a oferecer uma recompensa de US$ 500 mil para conseguir ter toda a quantia perdida de volta. Esse tipo de oferta é comum no mercado cripto, onde empresas estimulam as pessoas a tentarem encontrar brechas de segurança para chegarem à rede mais segura possível.

O hacker inicialmente recusou a oferta da recompensa. No entanto, em uma mensagem incorporada em uma transação na segunda-feira (16), ele disse que está “considerando receber a recompensa como um bônus para hackers públicos se eles conseguirem hackear a Poly Network”.

Já nesta terça a Poly disse que espera implementar uma “atualização significativa do sistema” para evitar que ataques como esse ocorram novamente no futuro, mas que não poderia fazer isso até que todos os ativos restantes sejam devolvidos.

O grupo disse sua recompensa de US$ 500 mil ainda está de pé e ainda convidou o hacker para se tornar seu chefe de segurança.

“Para estender nossos agradecimentos e encorajar o Sr. White Hat a continuar contribuindo para o avanço da segurança no mundo blockchain junto com a Poly Network, convidamos cordialmente o Sr. White Hat para ser o Chefe de Segurança da Poly Network”, disse a empresa em um comunicado .

“Respeitamos totalmente os pensamentos do Sr. White Hat e, para expressar nossa gratidão, ainda iremos transferir esta recompensa de US$ 500 mil para um endereço de carteira aprovado pelo Sr. White Hat para que ele o use a seu próprio critério para a causa da cibersegurança e apoio a mais projetos e indivíduos”, continua a nota.

A Poly Network disse que “não tem intenção de responsabilizar legalmente o Sr. White Hat” pelo ataque hacker.

Invista nos fundos de criptomoedas mais acessíveis do mercado: abra uma conta gratuita na XP!

Compartilhe