Perspectivas

PIB da China, arrecadação e relatório final da CPI no Brasil: o que acompanhar nesta semana

Tudo que o investidor precisa saber antes de operar na semana

Bandeiras da China ao vento
(Shutterstock)

SÃO PAULO – Após uma semana mais curta, mas movimentada com dados de atividade econômica, os próximos dias serão de agenda doméstica sem muitos indicadores econômicos, ainda que o noticiário político siga movimentando também os mercados.

Na sexta-feira (22), será divulgada a nota do setor externo do Banco Central, com a expectativa do Itaú de um déficit em conta corrente de US$ 1,3 bilhão em setembro, um dado negativo acima dos US$ 346 milhões registrados no mesmo mês de 2020. O investimento direto no país deve atingir US$ 4,8 bilhões em setembro e US$ 51 bilhões em 12 meses, projetam.

Atenção ainda para os dados de arrecadação de setembro, que continuarão positivos, puxada pela recuperação da
atividade doméstica, avalia o Bradesco. O Itaú espera um valor arrecadado de R$ 147 bilhões no período.

No campo político, atenção ao relatório final da CPI da Covid, a ser apresentado pelo relator Renan Calheiros (MDB-AL) na próxima terça-feira (19). Renan Calheiros (MDB-AL), relator da CPI, afirmou na sexta-feira que pretender indicar ao menos 11 tipos penais para o indiciamento do presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

Além disso, as discussões sobre os precatórios podem ganhar ímpeto, aponta o Itaú, com a comissão especial potencialmente votando o relatório na terça-feira e uma votação em Plenário provavelmente ocorrendo no dia seguinte.

Também é importante destacar que o programa de ajuda emergencial do governo está definido para expirar no início de novembro. “Portanto, as discussões sobre os programas de transferência de renda devem movimentar o fluxo de notícias sobre o tema fiscal”, aponta o Itaú. Na quinta-feira, a Bloomberg noticiou, citando fontes, que o governo estuda corrigir o programa Bolsa Família pela inflação e prorrogar o auxílio emergencial em menor valor por dois anos.

Atenção ainda para o radar corporativo nacional: a Vale (VALE3) divulga seu relatório de produção do terceiro trimestre de 2021 na próxima terça e, no dia seguinte, é a vez da Petrobras (PETR3;PETR4), enquanto o Carrefour Brasil (CRFB3) revela sua prévia operacional também na quarta.

Na sexta-feira, as American Depositary Shares da Getnet começam a ser negociadas na bolsa de Nasdaq. No mesmo dia, a Hypera (HYPE3) inaugura a temporada de resultados do terceiro trimestre por aqui.

Saiba mais
Produção da Petrobras e da Vale, vendas do Carrefour: o radar corporativo da próxima semana

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Internacional: China é destaque

No exterior, as atenções estarão voltadas aos dados de atividade da China, EUA e zona do euro. Na noite de domingo (17), pelo horário de Brasília), a China divulgará o PIB do terceiro trimestre, a produção industrial e as vendas do varejo
referentes a setembro. “Os dados devem reforçar o cenário de desaceleração da atividade chinesa, em especial da indústria, impactada pelos cortes de energia”, aponta o Bradesco, com repercussão na sessão de segunda-feira (18) no mercado local.

Nos EUA, na segunda de manhã, serão divulgados os dados de produção industrial de setembro, enquanto o Livro Bege, do Federal Reserve e que traz a atualidade econômica norte-americana, dividido por regiões e setores da economia,  será revelado na tarde de quarta (20).

Na zona do euro, será divulgado na sexta o Índice de Gerente de Compras (PMI) composto preliminar de outubro do Markit, assim como dados do Reino Unido e da Alemanha.

“Novamente, o desempenho deve mostrar desaceleração da indústria pelas restrições da cadeia produtiva, e de serviços se normalizando após a reabertura econômica”, aponta o Bradesco. Antes disso, na quarta-feira (20), será divulgada a inflação ao consumidor na região, que deve seguir pressionada pelos preços de energia.

Curso inédito “Os 7 Segredos da Prosperidade” reúne ensinamentos de qualidade de vida e saúde financeira. Faça sua pré-inscrição gratuita.