Campos da Petrobras

PetroRio (PRIO3) salta 17,9% com consórcios escolhidos para negociar Albacora: por que operação é tão positiva para ação?

Com campos Albacora e Albacora Leste, petroleira pode mais do que dobrar sua produção

Por  Lara Rizério -

 

SÃO PAULO – O noticiário corporativo é movimentado por conta da temporada de resultados, mas o grande destaque do Ibovespa ficou para as ações da PetroRio (PRIO3), que chegaram a subir 23,39% no pregão desta sexta-feira (5). Os papéis fecharam com alta de 17,87%, a R$ 27,57.

A petroleira informou nesta sexta-feira que os consórcios em que participa foram escolhidos para começar as negociações exclusivas dos termos finais para a compra dos campos de Albacora e Albacora Leste, da Petrobras (PETR3;PETR4).

Segundo a petroleira, há a possibilidade de haver uma oferta final sobre os ativos, na bacia de Campos, o que ajudou numa disparada das ações da PetroRio.

Segundo o analista do Credit Suisse Regis Cardoso, a notícia é positiva para a companhia. “Albacora e Albacora Leste são ativos importantes, mais do que dobrando a produção da PetroRio”, disse o banco, lembrando que notícia anterior do Brasil Energia indicou que a oferta pelos dois campos poderia somar cerca de US$ 4 bilhões. Anteriormente, em setembro, o Credit já havia destacado que a vitória da PetroRio seria transformacional para a companhia.

Vale destacar que as ações da companhia já haviam disparado em setembro com sinalizações positivas sobre o processo de compra dos campos.

Os campos de Albacora e Albacora Leste possuem uma área total de aproximadamente 960 quilômetros quadrados (km²), localizadas a aproximadamente 120 km da costa com lâminas d’água que variam de 100 metros a 2150 m em seus poços.

“Ambos os campos têm grande potencial de produção de óleo e gás natural e produzem cerca de 77 mil barris de óleo equivalente por dia, sendo o conjunto de ativos mais cobiçados dentro do plano de desinvestimento da Petrobras”, destacou a Levante Ideias de Investimentos na ocasião.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Na véspera, ao comentar o resultado de PetroRio, o BBI ressaltou ver os dois campos de Albacora como altamente
atrativos para a PetroRio, com amplo espaço para crescimento da produção.

“Se os números de produção estimados se concretizarem, Albacora Oeste poderia adicionar R$ 14/ação ao preço justo da PRIO, enquanto os dois campos poderiam somar R$ 21/ ação, representando 60% – 88% de alta em relação aos níveis atuais (em relação ao fechamento da véspera. Acreditamos que, após a conclusão das licitações, a administração poderá dar mais cor sobre o desenvolvimento vindo de uma ou de ambas as áreas. Com isso, o mercado deve começar a incorporar uma ou ambas as áreas na avaliação da PetroRio”, pontuou.

Na véspera, o BBI reiterou recomendação equivalente à compra para o ativo, mas reduziu o preço-alvo de R$ 25 para R$ 24 por ação, mas de forma a incorporar o cenário de maior risco para o mercado de ações no Brasil.

Os analistas destacaram que as ações estão sendo negociadas com um prêmio significativo de 95% em relação aos seus pares da América Latina, o que é parcialmente explicado pelo valor de longo prazo na ação, mas ressaltaram que Albacora seria um gatilho significativo para a ação.

(com Reuters)

Curso inédito “Os 7 Segredos da Prosperidade” reúne ensinamentos de qualidade de vida e saúde financeira. Faça sua pré-inscrição gratuita.

Compartilhe