Commodities

PetroReconcavo (RECV3) vê complementariedade com Eneva (ENEV3), diz CEO, após compra de polo da Petrobras (PETR4)

Na noite de terça-feira, as empresas comunicaram a realização em conjunto de uma oferta para compra do polo Bahia Terra, da Petrobras

Por  Felipe Alves -

O CEO da PetroReconcavo (RECV3), Marcelo Campos Magalhães, afirmou nesta quarta-feira (23) que entre os players de óleo e gás, a Eneva (ENEV3) apresenta uma complementariedade natural em áreas de atuação geográfica e também na forma como a empresa enxerga a operação em campos maduros em comercialização de gás.

Atentos a oportunidades de crescimento não orgânico, a PetroReconcavo diz que está satisfeita de ter se juntado à Eneva. Na noite de terça-feira, as duas empresas divulgaram fato relevante em que comunicaram a realização em conjunto de uma oferta para compra do polo Bahia Terra, da Petrobras.

Marcelo não abriu detalhes do acordo, mas disse que “há expectativa de que sejamos os operadores desses ativos” e que “essa aproximação abre muitas outras portas além do polo Bahia Terra”.

As declarações de hoje foram dadas durante teleconferência com analistas para comentar os resultado do balanço do 4º da PetroRecôncavo (RECV3), que teve alta 14,6%, para R$ 72,2 milhões. Nesta quarta-feira (23), as ações da companhia subiram 5,20%, para R$ 25,09.

Avaliação do balanço da PetroRecôncavo

Para o Itaú BBA, a PetroRecôncavo registrou resultados no 4T21 mais fracos do que o esperado, ressaltando que o Ebitda foi de R$ 137 milhões, abaixo de suas estimativas de R$ 153 milhões. Segundo a instituição, o principal gatilho da empresa é ramp-up da produção dos ativos recentemente adquiridos da Petrobras.

O UBS, por sua vez, escreveu em relatório que não viu grandes surpresas no balanço do 4T21 da Petrorecôncavo, apontando que o Ebitida ficou abaixo da estimativa dos analistas, impulsionado pelo maior resultado negativo dos hedges.

“Excluindo esse efeito, os resultados estariam amplamente alinhados”, lembra a UBS. “Acreditamos que o foco agora está em Miranga e potencialmente na aquisição da Bahia Terra”, como anunciado ontem.

Miranga vem apresentando excelentes resultados de produção até o momento, lembra a análise. “O campo está orientado para ser operado em conjunto com a Remanso, gerando sinergias e redução de custos”.

Na mesma linha, o Morgan Stanley também classificou o trimestre como fraco, com empresa se preparando para aumentar a produção em 2022.

Analistas do banco, porém, não estão muito incomodados com a perda de Ebitda e lucratividade no 4T21, pois foi impulsionada por despesas pré-operacionais antes de um aumento mais acentuado da produção de Miranga, o que deve contribuir para melhores resultados à frente. Os ganhos serão secundários, já que a potencial aquisição da Bahia Terra está no centro das atenções.

Recomendações (RECV3)

O Itaú BBA manteve classificação outperform para PetroRecôncavo, com preço-alvo de R$ 25. Já o UBS tem recomendação de compra, com preço-alvo de R$ 30,00. Por fim, o Morgan Stanley permanece overweight, com preço-alvo de R$ 35,10.

Operações da PetroReconcavo

Durante teleconferência com analistas, Troy Patrick Finney, diretor de operações da PetroReconcavo, disse que a companhia está aumentando a habilitação para desenvolver campos maduros com mais sondas e recursos.

Ele afirmou que com a aquisição do polo Miranga, a companhia teve crescimento de 48,5% na produção de dezembro de 2021 contra dezembro de 2020.

A produção média bruta de barris de petróleo (boed) por dia da companhia foi de 12.391 em 2021 contra 11.146 em 2020, alta de 11,2%, incluindo o polo de Remanso e BTREC.

Os dados, segundo ele, mostram a retomada dos investimentos após a redução da atividade por impacto da pandemia e recuperação do brent.

Gás

Enquanto isso, Magalhães afirmou que a companhia teve um posicionamento pioneiro no mercado de gás no país, com dois contratos com uso de infraestrutura com a Petrobras.

“Isso nos permitiu concretizar posição competitiva muito forte com distribuidoras locais, e conseguimos executar o fornecimento de gás e monetizar quase 100% da nossa produção de gás”, destacou.

Em janeiro de 2022, com o início de fornecimento de gás natural e seus líquidos a quatro distribuidores, a companhia ampliou a diversificação de sua base de clientes.

“Estamos revisando os polos e zonas para abrir zonas que tem potencial em gás para aumentar nossa produção e gás”, afirmou Troy Patrick Finney, diretor de operações da PetroReconcavo.

Adicionalmente, Troy Patrick Finney disse que a produção de janeiro e de fevereiro já atingiu 97% do esperado para o ano. Assim, a expectativa de produção de 19,9 mil barris de petróleo durante todo ano de 2022 já foi praticamente atingida, somente nos dois primeiros meses do ano. Os valores consideram os três campos maduros da companhia.

Investimentos

Com R$ 700 milhões projetados para investir em 2022, a PetroReconcavo (RECV3) terá o “programa mais audacioso” de investimentos de sua história, segundo o CEO da Marcelo Campos Magalhães.

O foco da companhia é acelarar o programa de investimentos para aumento de produção, incluindo a continuação da perfuração de novos poços infill. E também busca por novas oportunidades dentro do novo mercado de gás.

Segundo Marcelo, haverá “surpresas positivas ao longo do ano” no mercado de gás, já que a companhia tem subido a escada na capacidade de monetização de seu segmento de gás.

Em 2021, a PetroReconcavo teve maior diversificação de produção e de clientes, algo que deve ser ampliado em 2022. “Continuamos com foco em ampliar o posicionamento no mercado de gás, provavelmente indo para tratamento de gás e ampliando a presença na comercialização”, destacou o CEO.

Outra forma de crescimento é a inorgânica. A companhia afirma que continuará a explorar e desenvolver oportunidades de M&A (fusões e aquisições) com uma visão de longo prazo.

Oportunidade de compra? Estrategista da XP revela 6 ações baratas para comprar hoje. Assista aqui.

Compartilhe