Temporada de balanços

Petrobras (PETR4), Vale (VALE3), Ambev (ABEV3) e mais: confira quem publica resultados na próxima semana

Próxima semana deve ser a mais intensa da temporada de balanços do quarto trimestre de 2021

Por  Equipe InfoMoney -

A próxima semana deve ser uma das mais intensas – se não a mais – da temporada de balanços do quarto trimestre de 2021. Três blue chips vêm a público divulgar seus números: Petrobras (PETR3,PETR4) Vale (VALE3) e Ambev (ABEV3).

O Nubank (NUBR33), outro grande nome brasileiro, também vem a público com seus números – o primeiro após sua estreia na bolsa de valores de Nova York (NYSE).

Fora isso, ao menos outras 45 companhias também publicam seus resultados, contando com nomes como IRB Brasil (IRBR3), , Gerdau (GGBR4) e BRF (BRFS3).

Nubank: primeiro balanço pós-IPO é bem esperado

O Nubank publica seu balanço na terça-feira (22), após o fechamento do mercado americano. Há muita expectativa sobre o primeiro balanço do banco digital, uma vez que o seu valor de mercado divide analistas.

“A convicção de venda das ações do Nubank será testada com os resultados do quarto trimestre”, diz o Itaú BBA, que é uma das casas de análise que afirma que o atual preço das ações do banco digital está acima do que seria “justo”.

“O banco provavelmente terá lucros em um trimestre sazonalmente forte para a maior parte de suas receitas. O forte crescimento do crédito e o excesso de cobertura podem manter o custo de risco contido”, comentam. Para o BBA, o Nubank deve apresentar, com isso, um lucro líquido de R$ 376 milhões – mas deve voltar, no próximo trimestre, a registrar prejuízos.

O UBS, por sua vez, tem recomendação de compra para as ações do “roxinho”. Mas, ao contrário do Itaú, vê o Nubank registrando prejuízo de R$ 15 milhões. Os destaques positivos, para o UBS, devem ficar para o crescimento da carteira de crédito e do número de clientes.

Petrobras divulga seu balanço na quarta-feira

A Petrobras vem a público com seus números na quarta-feira, após o fechamento do pregão da B3. As expectativas para a companhia são positivas, mas apresentam algumas dualidades.

O Bradesco BBI vê a estatal se destacando entre as demais companhias do setor, com seu lucro antes de juros, impostos, depreciações e amortizações (Ebitda, na sigla em inglês) crescendo 18% na base trimestral, para R$ 75,3 bilhões. A atenção da casa, porém, está na distribuição de dividendos – que deve ficar entre US$ 4 e US$ 7 bilhões.

Para o Itaú BBA, a Petrobras deve apresentar um Ebitda de US$ 12,1 bilhões, com o setor de exploração e produção, mesmo com a queda de vendas de 5,2% na base trimestral, impulsionado pelo preço do petróleo.

Leia também: 

O Morgan Stanley vai no mesmo caminho, destacando que o valor de venda do petróleo deve compensar a produção 5,2% menor na base trimestral. O banco americano, porém, chama atenção para o fato de que o maior uso das refinarias, apesar da queda dos volumes, se deu por conta da política de vender combustível a preços menores do que a paridade internacional sugere.

Ambev e Vale fecham a semana

Na quinta-feira, a Ambev divulga seu resultado do quarto trimestre antes da abertura do mercado e a Vale, após o fechamento.

Para a cervejaria, a XP Investimentos estima que o volume de vendas caia 5% na base anual, por conta da piora do cenário macroeconômico do Brasil. Apesar disso, um possível aumento de 10% nos preços deve compensar a queda de volume e elevar a receita líquida em 5% na mesma base.

“Devido ao agravamento do cenário macroeconômico para o Brasil, preocupações com novas variantes da Covid e a possibilidade de eventos sociais há muito esperados serem cancelados novamente, o foco da indústria mudou de volume para pressão de preços para garantir melhores margens”, comentam os analistas da XP.

A casa vê a Ambev trazendo um lucro líquido ajustado de R$ 3,8 bilhões, um Ebitda de R$ 6,3 bilhões e uma receita de R$ 20,6 bilhões.

Para a Vale, a expectativa da XP vai no sentido contrário – os analistas esperam que os preços mais baixos da commodity, que teve queda de 20% durante outubro e dezembro, sejam compensados pelo maior volume. “Temos um EBITDA de US$ 5,4 bilhões para o segmento de minério de ferro. Com relação aos Metais Básicos, temos um EBITDA maior no trimestre, de US$ 1,03 bilhão.

Outras companhias que são destaque na semana

Como já mencionado, outras companhias relevantes também publicam seus balanços na próxima semana.

Entre essas, a BRF abre a lista, divulgando seu balanço na segunda-feira, após o fechamento do mercado. Para a XP, a companhia deve registrar uma receita líquida de R$ 47 bilhões, um Ebitda de R$ 5,9 bilhões e um lucro líquido de R$ 64 milhões.

“Apesar do aumento relevante no faturamento consolidado, esperamos uma queda de 41% no lucro bruto da Ásia, impulsionado por pressões de custos persistentes, que esperamos compensar a expansão da margem de outras”, comentam.

A Gerdau, por sua vez, divulga seu balanço na terça-feira, antes da abertura do mercado. A XP projeta que os números sejam positivos, com Receita líquida de R$ 20,1 bilhões, Ebtida de R$ 5,5 bilhões e lucro líquido de R$ 3,8 bilhões. “Estimamos resultados ainda fortes no quarto trimestre, já que um real mais desvalorizado deve ajudar as receitas, apesar de volumes menores e pressões de custo devem contrair ligeiramente as margens”, comentam os analistas da corretora.

Para o IRB Brasil, que divulga balanço na quinta depois do fim do pregão, o Safra vê ainda um resultado fraco, “com sinistros ainda elevados sugerindo que o turnaround da companhia deve demorar mais para se concretizar”.

Banco Inter (BIDI11), Americanas (AMER3) e Azul são outros nomes que divulgam seus resultados na próxima semana.

Confira a lista completa dos resultados

CompanhiaTickerDiaHorário
AssaíASAI321/fev.
após fechamento
Banco InterBIDI1121/fev.
após fechamento
Blau FarmacêuticaBLAU321/fev.
após fechamento
JSLJSLG321/fev.
após fechamento
MitreMTRE321/fev.
após fechamento
MovidaMOVI321/fev.
após fechamento
3R PetroleumRRRP322/fev.
após fechamento
Banco ModalMODL1122/fev.
após fechamento
BRFBRFS322/fev.
após fechamento
EternitETER322/fev.
após fechamento
NubankNUBR3322/fev.
após fechamento
LocalizaRENT322/fev.
após fechamento
Raia DrogasilRADL322/fev.
após fechamento
Vivo TelefonicaVIVT322/fev.
após fechamento
GerdauGGBR423/fev.antes abertura
Gerdau MetalúrgicaGOAU423/fev.antes abertura
Fras-leFRAS423/fev.
após fechamento
Isa CTEEPTRPL423/fev.
após fechamento
MinervaBEEF323/fev.
após fechamento
OdontoprevODPV323/fev.
após fechamento
Pão de AçúcarPCAR323/fev.
após fechamento
PetrobrasPETR423/fev.
após fechamento
SulAmericaSULA1123/fev.
após fechamento
TIMTIMS323/fev.
após fechamento
UltraparUGPA323/fev.
após fechamento
IraniRANI324/fev.antes abertura
AmbevABEV324/fev.antes abertura
AzulAZUL424/fev.antes abertura
AmericanasAMER324/fev.
após fechamento
AES BrasilAESB324/fev.
após fechamento
AluparALUP1124/fev.
após fechamento
Burger KingBKBR324/fev.
após fechamento
CCRCCRO324/fev.
após fechamento
GrendeneGRND324/fev.
após fechamento
Grupo SBFSBFG324/fev.
após fechamento
HyperaHYPE324/fev.
após fechamento
IntelbrasINTB324/fev.
após fechamento
IRB BrasilIRBR324/fev.
após fechamento
JHSFJHSF324/fev.
após fechamento
Ouro FinoOFSA324/fev.
após fechamento
RandonRAPT324/fev.
após fechamento
SaneparSAPR424/fev.
após fechamento
ValeVALE324/fev.
após fechamento
MarcopoloPOMO425/fev.antes abertura


Oportunidade de compra? Estrategista da XP revela 6 ações baratas para comprar hoje. Assista aqui.

Compartilhe