Repercussão do balanço

Petrobras (PETR3;PETR4) não persegue o lucro pelo lucro, diz Silva e Luna

Ele destacou que em 2014 a dívida bruta da Petrobras era de US$ 160 bilhões, valor que reduziu agora em 2021 para US$ 60 bilhões

Por  Felipe Alves

SÃO PAULO – O presidente da Petrobras (PETR3; PETR4), Joaquim Silva e Luna, disse nesta sexta-feira (29) que a companhia teve uma “performance excepcional, tanto operacional quanto financeira” do terceiro trimestre de 2021.

Segundo ele, a equipe tem conseguido realizar a “maior recuperação financeira da história” da Petrobras, o que é traduzido em lucros. A empresa lucrou R$ 3,1 bilhões no terceiro trimestre.

“Mas a Petrobras não persegue o lucro pelo lucro. Nosso objetivo é gerar valor para acionistas e para a sociedade por meio de impostos, dividendos e criação de empregos”, destacou, durante teleconferência com analistas.

Ele destacou que em 2014 a dívida bruta da Petrobras era de US$ 160 bilhões, valor que reduziu agora em 2021 para US$ 60 bilhões.

Com isso, a estatal atingiu antecipadamente a meta prevista para 2022. “É uma grande conquista. Era o objetivo que vínhamos perseguindo há muitos anos”, pontuou Silva e Luna.

Dividendos da Petrobras

A Petrobras informou nesta quinta-feira (28) que seu Conselho de Administração aprovou o pagamento de nova antecipação da remuneração aos acionistas relativa ao exercício de 2021, no valor total de R$ 31,8 bilhões (cerca de US$ 6 bilhões).

O valor é equivalente a R$ 2,437865 bruto por ação preferencial e ordinária em circulação.

De acordo com o CFO da Petrobras, Rodrigo Araujo Alves, a política de dividendos da estatal em 2021 está “totalmente compatível com a saúde financeira da empresa”.

Ele destaca a disciplina de capital, a otimização de alocação do caixa e a gestão de passivos como pontos relevantes para atingir esta meta. “Nosso compromisso é sempre retornar o máximo possível do que geramos de resultado”, afirmou.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Segundo Rodrigo, 2021 é um ano de transição na aplicação de política de dividendos da Petrobras. Uma distribuição adicional ainda este ano vai depender da sustentabilidade financeira da companhia e dos resultados do quarto trimestre.

“O compromisso vai ser em retornar os resultados e cumprir a política de dividendos, não comprometendo a sustentabilidade da companhia”, destaca ele.

Para 2022 a expetativa é fazer distribuição de dividendos de 60% a partir do fluxo de caixa livre, acrescentou.

Curso inédito “Os 7 Segredos da Prosperidade” reúne ensinamentos de qualidade de vida e saúde financeira. Faça sua pré-inscrição gratuita.

Compartilhe