Mudanças na estatal

Petrobras confirma José Mauro Coelho para o Conselho de Administração da estatal

Aprovação abre caminho para que Coelho tenha seu nome aprovado para ocupar a presidência da estatal; ele deve tomar posse ainda hoje

Por  Equipe InfoMoney -

A assembleia geral de acionistas da Petrobras (PETR3;PETR4) confirmou na noite de quarta-feira (13) o nome de José Mauro Ferreira Coelho para o Conselho da Administração da estatal.

Com a aprovação, o nome de Coelho nome deve ser apreciado para a presidência da estatal nesta quinta-feira (14). Se for eleito, o novo presidente tomará posse ainda hoje, na sede da Petrobras, no centro do Rio.

Coelho foi secretário de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis do Ministério de Minas e Energia. Seu nome foi indicado pelo presidente da República, Jair Bolsonaro (PL), para substituir o general Joaquim Silva e Luna.

Veja também:

Mudança após megarreajuste

Bolsonaro decidiu tirar Silva e Luna da presidência da Petrobras após o megarreajuste dos combustíveis promovido pela empresa devido à escalada do preço do petróleo na esteira da invasão da Ucrânia pela Rússia.

A troca foi tumultuada, pois o primeiro escolhido pelo governo para o cargo, o consultor Adriano Pires, desistiu do posto em meio a denúncias de conflito de interesse. Pires é dono da Centro Brasileiro de Infraestrutura (CBIE), um consultoria do setor.

Bolsonaro havia indicado também o nome de Rodolfo Landim, presidente do Clube de Regatas do Flamengo, para a presidência do Conselho de Administração. Mas Landim também recusou o convite.

Outros membros do conselho

Também foram aprovadas as reeleições de Marcio Weber, Murilo Marroquim de Souza, Ruy Schneider, Sônia Villalobos, Marcelo Gasparino da Silva e Rosangela Torres (representante dos empregados), que já integravam o colegiado.

Weber foi eleito para a presidência do colegiado. Ele é engenheiro civil com especialização em engenharia de petróleo pela Petrobras, onde ingressou em 1976 e trabalhou por 16 anos.

A assembleia elegeu ainda para o Conselho de Administração os nomes de Luiz Henrique Caroli e José João Abdalla Filho (bilionário que detém uma participação considerável na Petrobras e está entre os maiores investidores da Bolsa no Brasil).

Com Abdalla Filho, os acionistas minoritários aumentaram sua participação no conselho de três para quatro nomes. Antes, o governo tinha sete cadeiras no colegiado, contra três do mercado e uma dos trabalhadores.

Procurando uma boa oportunidade de compra? Estrategista da XP revela 6 ações baratas para comprar hoje.

Compartilhe