Petrobras: falas da CEO trazem alívio e ação sobe, mas quais riscos estão no radar?

Diretrizes permanecem praticamente as mesmas, apontam analistas, mas há algumas sinalizações de aumento de investimentos que ainda levam mercado a ter maior cautela com ativo, de olho nas movimentações da companhia

Lara Rizério

Publicidade

O primeiro contato de Magda Chambriard com os investidores agora como CEO da Petrobras (PETR3;PETR4) era bastante aguardado em meio a mais uma troca considerada traumática de comando da estatal. Assim, as falas de Magda no fim da tarde da última segunda-feira (27) foram acompanhadas com lupa pelo mercado – e trouxeram alívio. As ações, inclusive, fecharam com ganhos, com PETR3 subindo 1,76% (R$ 39,38), enquanto PETR4 subiu 2,13% (R$ 37,80).

Por mais que ainda restem dúvidas sobre a condução da nova dirigente da estatal levando em conta os pedidos do presidente Lula por mais investimento (o que levaria a menos dividendos), o discurso da nova CEO não trouxe tantos sustos para o mercado.

Magda enfatizou que a empresa estatal deve ser lucrativa e atender aos interesses tanto dos acionistas majoritários quanto dos minoritários. Além disso, assegurou que os preços dos combustíveis seguirão a política de ‘preços abrasileirada”, em linha com os procedimentos implantados na administração anterior, em 2023, apontando não ser justo “contaminar” os preços da companhia com as volatilidades do mercado internacional.

Continua depois da publicidade

Ela reiterou que os dividendos continuarão a ser distribuídos, desde que haja lucros. Esse é um dos temas de maior curiosidade dos investidores com relação à nova gestão. A nova CEO terá foco em destravar as novas fronteiras exploratórias, sendo a principal dela a Margem Equatorial que tem reserva relevante e que ainda está em estágio inicial de pesquisas para a exploração. O investimento enfrenta barreiras junto ao Ibama para seguir com o processo em velocidade mais acelerada, mas a intenção de Magda é tornar o debate público para conseguir agilizar o processo.

Magda, que foi funcionária de carreira da Petrobras durante vinte anos, apontou ainda que o Pré-Sal atingirá o pico de produção em 2030 e que alcançar novas reservas é essencial para a continuidade da companhia no longo prazo.

Sobre investimentos, a nova presidente comentou que pretende explorar o refino e o segmento de fertilizantes, desde que estes sejam rentáveis para a companhia. No entanto, comentou que desenvolver o mercado de fertilizantes no Brasil está em seus planos, mesmo que isso torne a venda de gás um pouco menos lucrativa. O principal foco sendo aumentar as reservas provadas de petróleo, bem como o crescimento da extração do chamado ouro negro.

Continua depois da publicidade

“De maneira geral as primeiras declarações da nova mandatária da Petrobras não demonstram grandes alterações nos rumos da companhia”, avalia a Levante Corp, ressaltando que Magda destacou por várias vezes que pretende entregar uma empresa lucrativa aos acionistas e com isso que o pagamento de proventos seria algo natural. Atualmente, tanto o mercado financeiro quanto o Ministério da Fazenda esperam que a Petrobras siga com elevado pagamento de remuneração aos acionistas, complementa a casa.

Com relação aos proventos distribuídos referentes ao fechamento do ano de 2023, totalizaram R$ 93 bilhões, um dividend yield (dividendo em relação ao valor da ação) de 19,7%, a expectativa é de que a petroleira distribua por volta de 15% em forma de renda nos próximos doze meses.

“Seguimos observando as ações da Petrobras como atrativas neste momento, no entanto continuamos acompanhando de perto as movimentações do comando da empresa para verificar se não ocorrerão mudanças bruscas nos investimentos e nas distribuições de proventos da petroleira”, aponta a Levante.

Continua depois da publicidade

O BTG Pactual também reforça a visão de que, em muitos aspectos, a nova CEO sugeriu uma estratégia semelhante à seguida nos últimos anos, onde a coerência econômica prevalecerá e os investimentos em negócios que vão além do principal motor de valor da empresa (a montante) não sacrificarão a rentabilidade da empresa.

“Mas reconhecemos que a percepção de risco está maior do que há alguns meses, e que os investidores devem ficar atentos aos temas relativamente novos levantados por ela”, avalia o banco.

Tópicos controversos no radar

Entre os tópicos novos e mais controversos citados, o BTG destacaria o plano para proporcionar maiores oportunidades para a indústria local (incluindo naval), investimentos em fertilizantes e aceleração do capex, o que poderia reduzir o ROIC (retorno sobre o capital investido) futuro da empresa.

Continua depois da publicidade

Em outros lugares, a nova CEO reafirmou antigas diretrizes: (i) a atual política de preços de combustível para evitar a volatilidade passageira foi bem-sucedida e não deve ser alterada, (ii) os investimentos em refinarias também permanecerão em vigor e fusões e aquisições estão em estudo, (iii) a transição energética continuará como parte da estratégia da empresa. Ela também enfatizou a importância de fazer tudo isso ao mesmo tempo, em que explora e produz nos reservatórios de petróleo e gás do Brasil (incluindo a margem Equatorial), o que foi visto como positivo, pois o segmento de exploração e produção aparece como o principal direcionador de valor da empresa.

O BTG tem recomendação de compra para PETR4, com preço-alvo de R$ 49 (upside de 32,40%) e mantém a postura construtiva com base na capacidade da empresa de continuar distribuindo dividendos volumosos. “O espaço para transformar narrativas em crescimento real de investimentos parece limitado no curto prazo, sustentado pelos estatutos da empresa/lei das estatais, bem como pelas limitações relacionadas com o perfil de longo prazo dos investimentos”, avalia o banco.

Descubra o passo a passo para viver de dividendos e ter uma renda mensal previsível, começando já nas próximas semanas.

Continua depois da publicidade

Os analistas ressaltam ainda estarem ansiosos para ver os próximos passos em relação a possíveis mudanças na equipe de gestão, mas até agora, há poucas evidências de que seu mandato não seguirá a “lógica econômica dos negócios da Petrobras” ou que será capaz de minar a evolução da governança corporativa nos anos recentes.

Com a mesma visão – e mantendo compra para as ações – o Bradesco BBI acredita que Magda não dedicará tempo para mudar a política de preços/dividendos, concentrando seus esforços na tentativa de reativar a indústria naval brasileira e também na tentativa de acelerar investimentos em refino e investimentos em fertilizantes.

Para a Guide, nada de muito novo foi adicionado nessa entrevista. “Continuamos com nossa visão que investimentos devem aumentar, dividendos devem diminuir e política de preço dos combustíveis se manterá”, avalia.

Lara Rizério

Editora de mercados do InfoMoney, cobre temas que vão desde o mercado de ações ao ambiente econômico nacional e internacional, além de ficar bem de olho nos desdobramentos políticos e em seus efeitos para os investidores.