Para imóveis em bom estado, preço do aluguel varia mais que o dobro em São Paulo

Pesquisa do Secovi-SP mostra que a maior diferença de valor foi verificada em construções com três quartos: 111,93%

Por  Flávia Furlan Nunes -

SÃO PAULO – O preço do aluguel de imóvel em bom estado de conservação, em São Paulo, varia mais do que o dobro, de acordo com a localização. É isso o que mostra a pesquisa Mensal dos Valores de Locação Residencial do Sindicato da Habitação (Secovi-SP) referente a agosto, divulgada na quarta-feira (26).

A maior diferença de preço*, conforme o levantamento, está nas construções com três quartos. Na região Leste – zona B (bairros como Brás, Itaim Paulista e Itaquera), o valor do metro quadrado é de R$ 7,63, cobrança que salta para R$ 16,17 na região Sul – zona A (bairros como Aclimação, Chácara Santo Antônio e Moema). Em proporção, a diferença é de 111,93% – mais que o dobro.

Dessa maneira, supondo que a pessoa alugue uma casa ou apartamento com cem metros quadrados, a conta no final do mês pode ser de R$ 763 ou R$ 1.617 – nessa ordem. A diferença é de R$ 854 mensais.

Um, dois e quatro dormitórios

Analisando imóveis de um, dois e quatro dormitórios, a maior diferença entre o preço máximo do metro quadrado mais barato e do mais caro para edificações consideradas como boas se altera significantemente.

No primeiro caso, o menor valor está novamente na Leste – zona B (R$ 9,09), contra o maior da Sul – zona A (R$ 16,61) – uma diferença de 82,73%. Para construções de dois quartos, a variação chega a 95,21% (de R$ 7,93 a R$ 15,48).

Considerando im´veis de quatro dormitórios, o menor preço está na região Leste – zona A (Alto da Mooca, Belém, Mooca e Tatuapé) e o maior, mais uma vez, na Sul – A: de R$ 9,17 para R$ 18,20 (98,47%).

Por bairros

Por fim, a pesquisa do Secovi-SP constatou que, em se tratando de imóvel com um quarto, o maior preço do aluguel por metro quadrado está, na análise apenas de bairros, no Jardins (R$ 17,47), enquanto o menor está em São Miguel Paulista (R$ 7,81).

Quando são levantados casas e apartamentos com dois dormitórios, as mesmas disparidades estão, respectivamente, no Jardins (R$ 17,63) e novamente em São Miguel Paulista (R$ 7,26). Entre os imóveis com três quartos, a tendência é observada entre os Jardins (R$ 15,02) e São Mateus (R$ 5,85).

* Os dados foram analisados levando em consideração o preço máximo empregado para os imóveis em boas condições de uso

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Compartilhe