Índices da Bolsa

Para entrada de novas empresas, ações de Pão de Açúcar deixam IbrX-50

Forte queda de 2012 faz Eletropaulo sair de índice de empresas de grande valor para entrar em benchmark de small caps

SÃO PAULO – As ações da Pão de Açúcar (PCAR4) sairão do IbrX-50, um dos mais importantes benchmarks da bolsa brasileira, na segunda-feira (3). Os papéis da empresa, um dos principais grupos varejistas do Brasil, são acompanhados pelos ativos da Gerdau Metalúrgica (GOAU4), que saem do índice para a entrada de Cetip (CTIP3) e Suzano (SUZB5) – papéis que também são novidades no Ibovespa.

Os papéis da Suzano também substituíram os do Pão de Açúcar no ICO2, que representa empresas eficientes em relação à emissão de poluentes.  Houveram diversas mudanças nos índices da bolsa brasileira. Os papéis ordinários da Ambev (AMBV3) se juntam aos preferenciais – de maior liquidez – no índice IbrX-100, que contou a saída dos papéis da Iguatemi (IGTA3).

Já o índice MLCX, de middle e large caps, contou com  a inclusão de M.Dias Branco (MDIA3) e Raia Drogasil (RADL3) – ao passo que Banrisul (BRSR6), CCX Carvão (CCXC3), Eletropaulo (ELPL4) e Energias do Brasil (ENER3) saíram.

PUBLICIDADE

Essas empresas entraram no índice SMLL, de small caps, juntamente com Grendene (GRND3), Mahle Metal Leve (LEVE3), e as duas ações da Pet Manguinhos (RPMG3; RPMG4). Saíram desse índice os papéis de Autometal (AUTM3), Ferbasa (FESA4), General Shopping (GSHP3), Inepar (INEP4), Viver (VIVR3) e Saraiva (SLED4). Raia Drogasil e M.Dias Branco também faziam parte deste índice. 

Outros índices
O IDIV, que lista empresas boas pagadoras de dividendos, ganhou as ações ordinárias da Eletrobras (ELET3), Grendene e Mahle Metal Leve, enquanto CCR (CCRO3), Santos Brasil (STBP11), Tegma (TGMA3) e Ultrapar (UGPA3). Grendene também novidade no ICON, de empresas de consumo, com a saída de Gradiente (IGBR3), São Martinho (SMTO3), Saraiva, e no IGCT (Índice de Governaça Trade), juntamente com a Mahle Metal Leve.

Deste último, saem Autometal (AUTM3), Ferbasa, General Shopping, Inepar, Saraiva e São Martinho (SMTO3). O IGC (Índice de Governança Corporativa) ganhou a Redentor (RDTR3). O IMAT, de empresas produtoras de Materiais Básicos, perdeu Ferbasa e GPC Participações (GPCP3). Do IMOB, de imobiliárias, não conta mais com a General Shopping. 

O ITAG, de empresas com tag along diferenciado – ou seja, que caso sejam compradas, o minoritário recebe apenas parte do valor por ação que o majoritário receberá -, ganhou Elekeiroz (ELEK4) e Redentor, enquanto perdeu Nadir Figueiredo (NAFG4). Já o IVBX2, formulado em conjunto com o jornal Valor Econômico, teve a entrada de Even (EVEN3) para a saída de Souza Cruz (CRUZ3).