Depois de El Salvador

País na África é o segundo no mundo a adotar Bitcoin como moeda

O gabinete do presidente confirmou a aprovação e a assinatura da legislação necessária

Por  CoinDesk -

Confirmando rumores que já existiam há alguns dias, a República Centro-Africana se tornou a segunda nação do mundo a adotar o Bitcoin (BTC) como moeda legal.

De acordo com um comunicado do gabinete do presidente Faustin Archange Touadera, a Assembleia Nacional aprovou, e ele assinou, um projeto de lei elaborado pelo ministro da economia digital, Gourna Zacko, e pelo ministro das Finanças e Orçamento, Calixte Nganongo.

A legislação estabeleceu uma estrutura legal e regulatória para criptomoedas e tornou o Bitcoin moeda legal ao lado do franco centro-africano.

Leia também:

“Há uma narrativa comum de que os países da África Subsaariana estão frequentemente um passo atrás quando se trata de se adaptar a novas tecnologias”, disse o ministro das Finanças, Herve Ndoba, na semana passada, ao Bloomberg. “Desta vez, podemos realmente dizer que nosso país está um passo à frente.”

A República Centro-Africana tem uma população de 4,83 milhões, dos quais cerca de 11% têm acesso à internet. Menos de um ano atrás, El Salvador se tornou o primeiro país a adotar o Bitcoin como moeda legal.

Até onde as criptomoedas vão chegar? Qual a melhor forma de comprá-las? Nós preparamos uma aula gratuita com o passo a passo. Clique aqui para assistir e receber a newsletter de criptoativos do InfoMoney

Compartilhe