Fique de olho

Os 5 assuntos que vão agitar o mercado brasileiro na volta do feriado

Sessão é negativa para bolsas mundiais com o Covid-19 se espalhando pelo mundo; Bolsonaro convocando população para ato a favor do governo também é destaque

arrow_forwardMais sobre
Chineses com máscaras de proteção; coronavírus
(Ansa)
Aprenda a investir na bolsa

Os mercados voltam do feriado de Carnaval no Brasil com uma série de notícias negativas, que inclui as perdas acumuladas de dois dias nas bolsas de valores da Ásia, Europa e Estados Unidos, a chegada do coronavírus ao País com o primeiro caso confirmado em São Paulo e uma manifestação que o presidente Jair Bolsonaro convocou para 15 de março em apoio ao governo federal. A B3 reabre na tarde de hoje, após o principal índice de ADRs brasileiros, o Brazil Titans 20, ter registrado uma queda de 6,71% nas duas últimas sessões por conta dos casos de coronavírus se espalhando pelo mundo.

O Ministério da Saúde dará uma coletiva de imprensa em Brasília (DF) às 11h30 da manhã para detalhar as medidas contra o coronavírus. No noticiário corporativo, destaque para o aumento do capital social da Sanepar – Companhia de Saneamento do Paraná, e para a redução de capital, em R$ 380 milhões, da Minerva Foods – a empresa pretende pagar as dívidas.

1. Bolsas mundiais e ADRs do Brasil

As bolsas de valores da Ásia fecharam em queda e os futuros de Nova York estão em terreno negativo, indicando que os mercados terão mais um dia nervoso nesta quarta-feira. Tanto as bolsas de valores da Europa como Nova York já acumulam perdas expressivas após dois pregões consecutivos de quedas, com os investidores migrando para ativos considerados mais seguros como o ouro e os títulos de 10 anos do Tesouro dos Estados Unidos.

Aprenda a investir na bolsa

O índice Dow Jones perdeu 1.900 pontos em dois dias e os cálculos indicam que US$ 1,7 trilhão em valores das ações evaporaram apenas em Nova York.

A Apple perdeu US$ 109,2 bilhões em valores mercado em dois dias, valor equivalente a “duas Vale” (VALE3), conforme dados da Economatica, já considerando a forte queda de 9,7% da mineradora nos últimos dois dias.

O Covid-19 se espalha pela Europa, com Suíça, Croácia e Áustria registrando os primeiros casos. Na Itália, o número de mortes subiu para 11 e o número de casos está em 322.

Foi confirmado também o primeiro caso na Catalunha, levando o total na Espanha para cinco. No Irã, foram relatadas 95 infecções e 15 mortes; o secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, afirmou durante coletiva de imprensa que o governo americano está “profundamente preocupado” com a possibilidade de o Irã ter suprimido informações vitais sobre os casos de coronavírus no país.

Com relação aos ativos brasileiros, o Dow Jones Brazil Titans 20 ADR, que compila o desempenho dos 20 ADRs brasileiros mais líquidos no mercado americano, teve queda de 4,81% na segunda-feira e baixa de 1,99% na terça, acumulando baixa de 6,71% em apenas duas sessões. Já o principal fundo de índice brasileiro (ETF), iShares MSCI Brazil (EWZ), teve baixa de 1,41% na véspera, acumulando perdas de 6,33% nas últimas duas sessões. Confira como foram os desempenhos dos ADRs brasileiros no feriado clicando aqui.

Veja o desempenho dos mercados, às 8h40 (horário de Brasília):

PUBLICIDADE

Nova York
*S&P 500 Futuro (EUA), -0,10%
*Nasdaq Futuro (EUA), -0,03%
*Dow Jones Futuro (EUA), -0,27%

Europa
*Dax (Alemanha), -1,28%
*FTSE (Reino Unido), -0,63%
*CAC 40 (França), -0,89%
*FTSE MIB (Itália), +0,11%

Ásia
*Nikkei (Japão), -0,79% (fechado)
*Kospi (Coreia do Sul), -1,28% (fechado)
*Hang Seng (Hong Kong), -0,73% (fechado)
*Xangai (China), -0,83% (fechado)

*Petróleo WTI, -1,24%, a US$ 49,28 o barril
*Petróleo Brent, -1,73%, a US$ 54,00 o barril

**Contratos futuros do minério de ferro negociados na bolsa de Dalian fecharam com queda de -2,78%, cotados a 646,500 iuanes, equivalentes a US$ 92,12 (nas últimas 24 horas). USD/CNY= 7,0175 (+0,01%)
*Bitcoin, US$ 9.158,26, +2%

2. Agenda econômica

O Banco Central do Brasil divulga ao meio-dia a sua pesquisa semanal Focus. Na Europa, a presidente do Banco Central Europeu (BCE), Christine Lagarde, fará um discurso às 10h30, no qual deverá se manifestar sobre os desafios para a economia europeia e o coronavírus. Nos Estados Unidos, serão publicadas as vendas de casas novas em janeiro ao meio-dia.

3. Política

– O presidente Jair Bolsonaro convocou seus partidários para irem às ruas no dia 15 de março na defesa do seu governo e contra o Congresso Nacional. Bolsonaro fez a convocação em uma mensagem disparada por celular e replicada por grupos de direita. Um dos generais fardados cuja foto foi usada no vídeo que convoca a manifestação, o deputado federal Roberto Peternelli (PSL-SP), desautorizou o uso da sua imagem.

4. Covid-19 chega ao Brasil 

O Ministério da Saúde confirmou durante coletiva nesta quarta o primeiro caso de uma pessoa infectada com o coronavírus no Brasil – e o primeiro na América Latina. Após um teste dar positivo na noite de ontem, um exame de contraprova feito pelo instituto Adolfo Lutz confirmou o caso. De acordo com o Ministério, trata-se de um homem de 61 anos, residente em São Paulo, que “traz o histórico de viagem para a Itália, na região da Lombardia (norte do país), a trabalho, sozinho, no período de 9 a 21 de fevereiro”. A Itália é o país europeu mais afetado pela doença.

5. Noticiário corporativo 

PUBLICIDADE

A Sanepar – Companhia de Saneamento do Paraná, planeja aumentar o capital social em R$ 1,14 bilhão, usando recursos do saldo de reserva de lucros da empresa. Se aprovado, o capital social da estatal paranaense passará para R$ 4 bilhões. A empresa informou recentemente lucro líquido de R$ 1,09 bilhão em 2019.

Já a Minerva Foods planeja reduzir o seu capital social em R$ 380 milhões, operação que também precisa ser aprovada em Assembleia Geral. No caso da Minerva, o objetivo da operação é liquidar dívidas e permitir que a empresa volte a pagar dividendos aos acionistas.

Quer investir melhor o seu dinheiro? Clique aqui e abra a sua conta na XP Investimentos