Entenda

O que vai acontecer quando todos os bitcoins forem minerados?

Espera-se que o último Bitcoin seja obtido por volta de 2140

Por  CoinDesk -

A oferta de Bitcoin (BTC) tem um limite de 21 milhões, determinado pelo código-fonte da criptomoeda programado pelo seu(s) criador(es), Satoshi Nakamoto – e não pode ser modificado. Quando todos os BTC forem minerados, a quantidade de moedas circulando ficará fixa nesse nível, permanentemente.

Uma das principais consequências de se aproximar e, depois, chegar ao limite de oferta de Bitcoin é que a mineração da criptomoeda vai passar a ser muito menos rentável. Mas, esse processo ainda vai durar mais de um século.

Quando isso acontecer, os mineradores de Bitcoin ainda vão receber recompensas, mas somente das taxas de transações, não de novas criptomoedas cunhadas.

Desde a criação da criptomoeda em 2009, quase 19 milhões — ou 90% — de BTC já foram minerados. Ainda assim, segundo estimativas, o último Bitcoin só deve ser cunhado por volta de 2140.

A velocidade da mineração de novos Bitcoins deve diminuir ao longo do tempo. A recompensa para minar cada lote de BTC — obtido de 10 em 10 minutos — diminui pela metade a cada 210 mil lotes, ou seja, aproximadamente uma vez a cada quatro anos. Em 2009, a recompensa por cada lote era de 50 BTC. Em 2022, está em 6,25 BTC.

No começo, minerar uma criptomoeda era relativamente rápido: até o final de 2012, metade dos 21 milhões de Bitcoins já havia sido minerada, segundo a empresa de pesquisa Messari. Em 2021, a emissão da moeda despencou e menos de meio milhão de BTC foram minerados no ano inteiro.

Chegar ao limite da oferta de bitcoins deve valorizar a moeda, caso a demanda por ela continue aumentando. Isso acontece porque qualquer pessoa que quiser comprar BTC vai precisar comprá-lo de outra pessoa, proporcionando aos vendedores controle sobre o preço.

No entanto, mesmo quando todos os bitcoins forem minerados, a quantidade de BTC circulando no mercado vai ser muito menor do que os 21 milhões.

Segundo casa de análise Chainalysis estima que aproximadamente 20% de todas as moedas mineradas foram perdidas.

Esses bitcoins podem estar presos em carteiras cujas chaves sumiram, porque o usuário esqueceu a senha ou perdeu os HDs físicos que continham essas chaves. Em alguns casos, essas carteiras podem pertencer a pessoas que morreram e nunca repassaram as senhas necessárias para acessá-las.

Até onde as criptomoedas vão chegar? Qual a melhor forma de comprá-las? Nós preparamos uma aula gratuita com o passo a passo. Clique aqui para assistir e se inscrever na newsletter de criptoativos do InfoMoney.

LEIA MAIS

Compartilhe