Conteúdo editorial apoiado por
IM Trader

O que é operar vendido? Como isso acontece no mercado

Essa prática é comumente utilizada em diferentes mercados, como no de ações e futuros

Equipe InfoMoney

Publicidade

Operar vendido ou fazer uma venda a descoberto, no mercado financeiro, é uma estratégia audaciosa, na qual um investidor vende ativos que não possui, na expectativa de que o preço dele caia.

Isso permite ao investidor lucrar com a diferença entre o preço de venda inicial e o preço de recompra posterior, assim que a posição fechar.

Quando um investidor opera vendido, ele está pessimista com o mercado ou com um ativo específico e visa lucrar com a queda de seu preço.

Continua depois da publicidade

Essa prática é comumente utilizada em diferentes mercados, como no de ações e de índices futuros.

Porém, há algumas regras diferentes quando se opera vendido no mercado de ações no day trade em relação ao swing trade ou position trade. Confira, a seguir, neste artigo!

Operar vendido com contratos futuros

No mercado futuro, os investidores negociam contratos padronizados que estabelecem a obrigação de comprar ou vender um ativo financeiro em uma data futura específica a um preço acordado. Esses contratos são padronizados em termos de quantidade e data de vencimento.

Continua depois da publicidade

Para operar vendido no mercado futuro, o investidor vende contratos futuros sem possuí-los. Essa venda a descoberto é possível porque os contratos futuros são negociados em bolsas de valores e permitem que os investidores assumam posições tanto compradas quanto vendidas, seja para operações de day trade ou swing trade.

O investidor que opera vendido no mercado futuro está apostando na queda do preço do contrato até no máximo a data de vencimento desse mesmo contrato. Ele espera que o preço caia para poder recomprar os contratos futuros a um preço mais baixo e lucrar com a diferença entre o preço de venda e o preço de recompra.

Ao operar vendido no mercado futuro, o investidor deve fornecer uma margem de garantia à sua corretora para cobrir eventuais perdas. Essa margem é uma porcentagem do valor total dos contratos futuros vendidos e serve como uma proteção contra movimentos adversos do mercado.

Continua depois da publicidade

Como fazer day trade no mercado futuro?

Para encerrar a posição vendida, o investidor recompra os contratos futuros no mercado antes da data de vencimento. Se o preço do contrato cair conforme o esperado, o investidor poderá recomprar os contratos a um preço mais baixo, garantindo um lucro. Se o preço subir, o investidor terá que lidar com as perdas.

Operar vendido no mercado futuro envolve riscos significativos, incluindo a possibilidade de perdas ilimitadas se o valor dos contratos aumentar substancialmente.

Portanto, é essencial que os investidores compreendam completamente os riscos associados a essa estratégia e adotem medidas de gerenciamento de riscos de forma adequada.

Continua depois da publicidade

Importante destacar: essa operação pode ser feita tanto para o day trade quanto para o swing trade.

Ações

Quando realizamos as operações de venda a descoberto no mercado de ações, temos uma pequena diferença do day trade em relação ao swing trade e position trade.

No day trade, como é uma operação que o trader zera sua posição no mesmo dia, ou seja, realiza seu lucro ou prejuízo no mesmo pregão, a operação é simplificada, assemelhando-se ao mercado futuro.

Dessa forma, o trade deve buscar em suas análises ativos que estejam em uma região sobrecomprada ou de resistência e acreditar que estas ações podem se desvalorizar no mesmo dia. Assim, efetua sua venda e quando a ação cair ele efetua a recompra, zerando sua posição no mesmo dia.

Porém, vale lembrar que como é uma operação de day trade, o trader precisa zerar sua posição no mesmo dia. Caso a ação suba, ele irá comprar mais caro do que vendeu, gerando um prejuízo nesta operação.

Swing trade ou position trade

Agora quando falamos em uma operação de venda a descoberto para swing trade ou position trade, uma nova camada de complexidade é adicionada.

Quando se vende uma ação no mercado financeiro, significa que uma outra pessoa a comprou. E como o investidor entregará uma ação que o mesmo não possui em carteira? É esse ponto que difere uma operação de venda no day trade para o swing trade ou position trade.

Quando o investidor quiser carregar essa posição de vendido, ele irá precisar fazer um aluguel de ações, do mesmo ativo que vendeu e na mesma quantidade, para que as entregue para a pessoa que as comprou.

Porém, como estamos falando de um aluguel, isso acarretará um custo durante o período que estará vendido. Esse custo é verificado no momento em que sua corretora fará o aluguel. No mais, ele será pago no momento que zerar sua posição, ou seja, no dia que recomprar as ações e devolvê-las ao dono.

Disponível para locação

Além disso, é de suma importância, antes de operar vendido, que o investidor verifique se as ações que deseja alugar estão disponíveis para empréstimo no BTC (Bando de Títulos CBLC). Este é um ambiente onde investidores disponibilizam as suas ações em carteiras para que sejam alugadas para outros investidores em troca de uma taxa de juros.

Nem todas as ações, porém, podem ser alugadas, e a disponibilidade pode variar dependendo da demanda dos investidores. Além dos custos de aluguéis também muitas ações ficam inviáveis para realização de uma venda para swing trade por conta do custo do aluguel.

Lembre-se de que o aluguel de ações para operar vendido pode estar sujeito a taxas e custos adicionais. Ademais, é importante entender completamente os termos e as condições do acordo antes de prosseguir.

No mais, como em qualquer estratégia de investimento, é crucial realizar uma análise completa do mercado e gerenciar adequadamente os riscos envolvidos.

É importante destacar, portanto, que operar vendido envolve riscos significativos. Se o preço do ativo subir ao invés de cair, o investidor pode enfrentar perdas substanciais. Isso porque precisará comprar o ativo de volta a um preço mais alto para cobrir sua posição vendida.

Quando o investidor compra uma ação o máximo de perda que ele pode ter é todo o valor investido caso a ação venha a valer zerar de valor. Agora, quando se opera na ponta vendida, a perda pode ser ilimitada.

Por isso, este tipo de operação deve ser feita apenas por investidores que tenham um perfil agressivo e que realmente entendam os riscos envolvidos.

Portanto, é crucial para os investidores compreenderem completamente os riscos associados a essa estratégia e utilizá-la com cautela e gerenciamento de riscos adequado.

(Bruno Nadai)

Guias de análise técnica:

Confira mais conteúdos sobre análise técnica no IM Trader. Diariamente, o infomoney publica o que esperar dos minicontratos de dólar e índice. As melhores plataformas para operar na Bolsa. Abra uma conta na XP.