Em mercados

Os eventos que irão definir o rumo do mercado na semana do Natal

Tudo que o investidor precisa saber antes de operar na próxima semana

Investidor
(Shutterstock)

SÃO PAULO - Após uma semana dominada pela tensão nos Estados Unidos, o mercado agora tem um leve descanso com o Natal.

Mesmo assim, os investidores entram na temporada de festas ansiosos pelo clima externo e se preparando para o início do mandato de Jair Bolsonaro.

A semana curta (dias 26, 27 e 28) deverá ter liquidez bastante reduzida, mas o investidor precisa ficar atento aos eventos. Na segunda-feira (24) haverá pregão reduzido em Wall Street, ou seja, haverá movimentação dos ADRs das empresas brasileiras negociadas em Nova York. Neste dia a B3 ficará fechada, enquanto no Natal todos os mercados não irão abrir.

Diante dos recentes eventos, fica o temor sobre o futuro do mercado norte-americano, onde os índices entraram em "bear market" diante da recente decisão do Fomc e os temores de que o presidente Donald Trump não irá aprovar o orçamento de 2019 pela falta de verba para construir o muro na fronteira com o México. Com isso, haverá uma paralisação do governo.

Entre os indicadores, destaque para o indicador de confiança do consumidor do Confedence Board, o dado de vendas de casas e os pedidos por seguros-desemprego na quinta feira (27). No dia seguinte (28), serão publicados os números da balança comercial de bens de novembro e o PMI de Chicago de dezembro.

No cenário doméstico, após o efeito do IPCA-15 de dezembro abaixo do previsto, os resultados fiscais de novembro serão os destaques da próxima semana. Segundo a GO Associados, o governo central deve ter um resultado negativo de R$ 1,402 bilhões, contra R$ 9,500 bilhões positivos registrados no mês anterior.

A agenda, apesar de esvaziada, ainda trará o IGP-M de dezembro, com estimativa da GO Associados de deflação de 1,11%, contra uma queda anterior de 0,49%. Dados de emprego da Pnad continua também chamam atenção na próxima semana. Para conferir a agenda completa de indicadores, clique aqui.

Invista na bolsa com taxa ZERO para corretagem de ações: abra agora sua conta gratuita na Clear!

 

Contato