Em mercados

Exclusivo: Cade aprova compra do grupo Ale pela Glencore

A Ale é a quarta maior distribuidora de combustíveis do país e a compra da companhia era vista como o último grande movimento do mercado

Ale
(Instagram)

A Superintendência-Geral do Cade, órgão regulador da concorrência no Brasil, aprovou nesta sexta-feira a aquisição de 78% da distribuidora de combustíveis Ale pelo grupo suíço Glencore, segundo informações obtidas com exclusividade pelo InfoMoney. O parecer do caso deve ser divulgado ainda hoje pelo conselho e a aprovação se deu sem nenhuma restrição.

“Observa-se que a presente Operação não gera sobreposições horizontais, dado que o Grupo Glencore e o Grupo Ale não atuam nos mesmos mercados. Enquanto o primeiro atua na produção de etanol (dentre outros mercados não relacionados com o da empresa objeto), o segundo opera na distribuição de combustíveis”, afirma o parecer da superintendência ao qual o InfoMoney teve acesso.

A Ale é a quarta maior distribuidora de combustíveis do país. A compra da companhia era vista como o último grande movimento do mercado. Ela vinha sendo cobiçada por diversas companhias do setor. No ano passado o grupo Ultra, dono da rede Ipiranga, tentou comprar a Ale, mas a operação foi rejeitada pelo Cade. A BR Distribuidora domina o setor com 28%, a Ipiranga tem 20%, e a Raízen, 20,6%. A Ale tem cerca de 4% do mercado.

Procurada pelo InfoMoney, o Cade informou que o processo e os documentos públicos estão disponíveis no andamento processual.

 

Contato