EXPERIMENTE!

Clique e experimente a
versão rápida do

Em mercados

Por que os traders de petróleo estarão atentos para a abertura da Copa do Mundo?

Encontro entre presidente da Rússia e príncipe saudita poderá definir o rumo da produção mundial da commodity

copa do mundo
(Shutterstock)

SÃO PAULO - Fanático por futebol? Então pode comemorar, já que nesta quinta-feira (14) começa a Copa do Mundo, com a partida de abertura entre Rússia e Arábia Saudita daqui a pouco, às 12h00 (horário de Brasília). Se o mundo inteiro estará ligado no gramado do estádio de Luzhniki (Moscou), o mercado financeiro estará atento aos bastidores desse grande evento, já que poderá ser definido o rumo do petróleo.

Na última quarta-feira (13), o porta-voz oficial do governo russo, Dmitry Peskov, confirmou que Vladimir Putin irá se encontrar com o príncipe herdeiro saudita, Mohammed bin Salman, sendo que o tema em pauta será o acordo sobre a manutenção dos cortes na produção de petróleo pela Rússia e Opep (Organização dos Países Exportadores de Petróleo).

Aproveitando essa coincidência de agenda, os dois líderes vão antecipar-se à reunião oficial do cartel, que acontece na próxima sexta-feira (22) em Viena, e o mercado está na expectativa se haverá o aumento da produção da commodity, fato, que inclusive, fez com que o petróleo interrompesse sua escalada em maio, quando chegou a ser negociado acima de US$ 80 por barril em NY.

Boa parte do mercado aposta que Opep e Rússia decidiram por elevar sua produção de petróleo em até 1 milhão por dia, o que seria uma reversão da atual posição do cartel e de seus aliados, que estavam reduzindo sua produção desde o começo do ano passado. O acordo vigente prevê a retirada do mercado 1,8 milhão de barris por dia.

Contato