Em mercados

Momento decisivo: Banco Central Europeu pode estar próximo de anunciar fim do QE

Junho pode ser o mês para decidir "de uma vez por todas" que as compras de ações serão encerradas gradualmente até o fim do ano, disse membra da Comissão Executiva

BCE
(Bloomberg)

SÃO PAULO - Importantes decisões para o mercado europeu podem se desenrolar na próxima semana. De acordo com oficiais da zona do Euro, a reunião do BCE (Banco Central Europeu) marcada para dia 14 pode ser acompanhada por um anúncio sobre o encerramento do programa de Quantitative Easing implementado em 2015, algo bastante aguardado pelos investidores, reporta a Bloomberg. 

O programa, que consiste na injeção de dinheiro na economia através da compra de ativos, tem previsão atual de continuar com gastos de 30 bilhões de euros por mês até, no mínimo, setembro. O BCE já indicou também que não deve encerrar as compras subitamente, e economistas preveem que elas serão zeradas até o fim do ano. 

A reunião de junho em Riga, capital da Letônia, se apresenta como oportunidade importante para o banco tomar alguma decisão, tendo que a economia europeia segue em expansão e a inflação subiu no último mês -- um dos grandes objetivos da implementação do QE. O momento contaria ainda com a vantagem de se apoiar em previsões econômicas atualizadas, que são publicadas trimestralmente.

Alguns tomadores de decisão das políticas do BCE têm pedido que as taxas de juros voltem a ser a principal ferramenta de alívio quantitativo. Sabine Lautenschlaeger, membra da Comissão Executiva, disse que junho pode ser o mês para decidir "de uma vez por todas" que as compras de ações serão encerradas gradualmente até o fim do ano. Ainda assim, é possível que o presidente do Conselho Mario Draghi use sua coletiva de imprensa para indicar que um anúncio virá apenas na reunião de julho, comentou um dos oficiais.

Antes da reunião da próxima semana, ocorrerá uma sessão da Comissão Executiva, responsável por redigir propostas ao Conselho. Um discurso do economista-chefe, Peter Praet, marcado para esta quarta-feira (6), pode revelar pistas quanto ao posicionamento da Comissão. O pronunciamento será seguido de um período de silêncio de uma semana que se inicia na quinta-feira (7), durante o qual oficiais não devem comentar sobre a política monetária.

 

Contato