Em mercados

Inflação fica em 0,03% em julho, menor resultado mensal desde julho de 2010

IPCA desacelerou o resultado de 0,26% visto em junho, mostra o IBGE; no acumulado em 12 meses, índice ficou abaixo do teto da meta

bandeira do Brasil - PIB
(Getty Images)

SÃO PAULO - A inflação oficial brasileira desacelerou em julho, mas não alcançou a deflação esperada pelas projeções do mercado, e manteve-se abaixo do teto da meta do governo no cumulado de 12 meses.

Segundo dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) divulgados nesta quarta-feira (7), o IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) registrou alta de 0,03% em julho, enquanto que em junho o índice mostrou variação positiva de 0,26%. A mediana das projeções dos analistas esperava uma deflação de 0,03%.

Com isso, a variação acumulada em 2013 fica em 3,18%. Já nos últimos 12 meses, o índice ficou em 6,27%, o que mostra desaceleração em relação ao resultado anualizado em junho, de 6,70%, recuando após ultrapassar o teto da meta estipulado pelo governo para este ano - o governo trabalha com uma meta de inflação em 4,5%, aceitando oscilação de 2 pontos percentuais para cima ou para baixo.

Conheça o índice
O IPCA se refere às famílias com rendimento monetário de 1 a 40 salários-mínimos e seus dados são coletados nas regiões metropolitanas do Rio de Janeiro, Porto Alegre, Belo Horizonte, Recife, São Paulo, Belém, Fortaleza, Salvador e Curitiba, além de Brasília e Goiânia.

 

Contato