Em mercados

Produção industrial avança em dezembro e fecha o ano em alta de 0,3%

Na passagem mensal, atividade cresceu 0,9%; no mesmo período, 16 dos 27 ramos pesquisados pelo IBGE apontaram alta

SÃO PAULO - O índice da produção industrial em dezembro apontou avanço 0,9% frente a novembro, na série livre de influências sazonais, quando registrou variação positiva de 0,2%. Os dados são da Pesquisa Industrial Mensal Produção Física divulgada nesta terça-feira (31) pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

Na comparação com dezembro de 2010, o total da indústria teve queda de 1,2%, a quarta taxa negativa nesse tipo de confronto. O desempenho deste mês levou o indicador para o fechamento do ano a uma taxa positiva de 0,3%, abaixo do resultado verificado em 2010, que foi de 10,5%. 

"A produção do setor industrial no último trimestre de 2011 recuou tanto frente a igual período de 2010 (-2,0%), quanto em relação ao trimestre imediatamente anterior (-1,4%), série com ajuste sazonal", complementa o instituto.

Por sua vez, no fechamento de 2011, o setor industrial mostrou acréscimo de 0,3%. "Explicado em grande parte pelo crescimento de 1,7% registrado no primeiro semestre do ano, uma vez que o segundo semestre apontou desaceleração no ritmo de produção, de -1,0%", apontou o IBGE.

No índice acumulado de 2011, duas das quatro categorias de uso, 15 dos 27 setores, 40 dos 76 subsetores e 48% dos 755 produtos investigados assinalaram expansão na produção.

16 segmentos registram alta e 11 apontaram queda na passagem mensal
Segundo o IBGE, o avanço de 0,9% da atividade industrial na passagem de novembro para dezembro teve perfil disseminado de taxas positivas, alcançando 16 dos 27 ramos pesquisados e todas as categorias de uso.

Entre os setores, a principal influência positiva sobre o total da indústria veio de veículos automotores (5,2%). "Após recuar 13,0% em setembro de 2011, por conta da concessão de férias coletivas em várias empresas do setor, assinalou o terceiro resultado positivo seguido, acumulando expansão de 11,3% nesse período", comentou o relatório do instituto.

 

Contato