Em mercados

Radar: comece o pregão sabendo as novidades no cenário corporativo

Foco do dia está em cenário europeu, mas investidores devem repercutir também o resultado da Petrobras

SÃO PAULO – Apesar das mudanças nos governos grego e italiano, que contarão com novos primeiros-ministros, os investidores permanecem cautelosos em relação à Zona do Euro nesta segunda-feira (14), por conta de um leilão de títulos públicos da Itália. O rendimento dos papéis chegou a 6,2%, um novo recorde de alta desde a criação do bloco monetário.

As bolsas do continente abriram a sessão no campo negativo, apesar de as principais moedas mostrarem valorização frente ao dólar, mostrando um maior apetite ao risco nos mercados. Na Ásia, no entanto, ganhos registrados na véspera em Wall Street impulsionaram os principais índices, que encerraram no azul, também influenciados pelo PIB (Produto Interno Bruto) japonês.

Notícias da Petrobras
Entre o que pode movimentar as negociações na BM&F Bovespa, está o balanço da Petrobras (PETR3, PETR4), que foi divulgado na véspera, após o fechamento. A estatal lucrou R$ 6,33 bilhões no terceiro trimestre, 26% a menos em bases anuais.

Segundo os dados, as despesas financeiras foram fortemente responsáveis pela queda no desempenho, seguindo a tendência já mostrada por outras empresas no período – foram R$ 5,28 bilhões de gastos. Apesar disso, a petrolífera garante que não houve efeito de redução do caixa desse resultado menor, o que é evidenciado pela alta de 13,14% no Ebitda (geração operacional de caixa).

Ainda sobre a Petro, a companhia confirmou o potencial de extração de petróleo no bloco BM-S-9, no poço conhecido como Abaré (4-SPS-81A), próximo à área do Carioca. A descoberta mostra petróleo de qualidade, observado a uma profundidade de cerca de 4.830 metros.

Por fim, o conselho de administração da estatal aprovou a incorporação de três empresas para simplificar a estrutura societária do grupo. São elas: Companhias Termorio, Usina Termelétrica de Juiz de Fora e Fafen Energia.

Mais resultados trimestrais
Outras empresas que anunciaram seus balanços para o trimestre foram as incorporadoras. Entre elas, a PDG (PDGR3) teve um lucro líquido de R$ 265,2 milhões, 1% a mais do que no mesmo período de 2010. A Brookfield (BISA3), por sua vez, apresentou um resultado final de R$ 108 milhões, 26,1% a mais. A BR Properties (BRPR3) também mostrou seus números, chegando a um lucro de R$ 83,7 milhões, contra R$ 11,6 milhões 12 meses antes.

Mais duas companhias em temporada de anúncios foram a Restoque (LLIS3), dona da marca Le Lis Blanc, e a Qualicorp (QUAL3). Enquanto a primeira teve um prejuízo líquido de R$ 3,14 milhões, a outra lucrou R$ 12,19 milhões, contra prejuízo no ano anterior. Nesta segunda, porém, a Anhanguera (AEDU3) divulgou uma queda anual de 63,6% no lucro líquido, que registrou R$ 17,6 milhões.

 

Contato