Em mercados

Ibovespa ameniza perdas na última hora de pregão e fecha com queda de 0,21%

Índice chegou a cair 2,68%, mas ganhou forças em meio aos rumores de um possível plano de capitalização dos bancos europeus

SÃO PAULO - Mesmo tendo amenizado suas perdas na última hora de negociações, por conta de rumores sobre um plano de capitalização dos bancos europeus, o Ibovespa terminou esta terça-feira (4) no campo negativo pela terceira sessão consecutiva, tendo recuado 0,21% - na mínima do intraday, o índice chegou a cair 2,68% -, fechando aos 50.686 pontos. Dessa forma, o benchmark renovou seu menor fechamento desde 8 de agosto, quando terminou a 48.668 pontos. O giro financeiro foi de R$ 7,753 bilhões.

Segundo matéria publicada pelo Financial Times, os ministros de finanças da União Europeia estão examinando formas de realizar um plano de recapitalização dos bancos do velho continente. Embora os detalhes do plano ainda estejam sendo discutidos no encontro em Luxemburgo, os ministros já chegaram à conclusão de que eles não fizeram o suficiente para convencer o mercado de que os bancos europeus podem suportar a crise da dívida que atualmente assola a região, diz o artigo do FT.

Embora a notícia não tenha sido capaz de mudar a trajetória do Ibovespa, ela provocou uma forte reação nas bolsas em Wall Street, que saíram do vermelho para fecharem com altas de mais de 1,4% apenas nos trinta minutos finais de pregão. O mercado europeu, que já estava fechado na hora do anúncio, encerrou o dia com fortes quedas, com destaque para a bolsa de Atenas, que caiu mais de 6% após os ministros europeus terem adiado para novembro a decisão sobre a próxima parcela de empréstimo ao país.

Vale mencionar que após o fechamento do pregão da BM&F Bovespa, a agência de classificação de risco Moody's cortou o rating dos títulos italianos para A2, colocando essas notas em perspectiva negativa.

Bernanke
Em discurso realizado nesta tarde, o presidente do Federal Reserve, Ben Bernanke, disse que o banco central norte-americano está pronto para tomar novas medidas de estímulo à economia caso ache necessário, mas que tanto o Congresso dos EUA como a Casa Branca também podem agir em prol de uma retomada da atividade do país. Bernanke também pediu aos parlamentares que não cortem rapidamente os gastos no curto prazo para não deteriorar ainda mais a confiança do consumidor do país.

Destaques do pregão
Na ponta negativa, destaque para as ações preferenciais classe A da Telemar Norte Leste (TMAR5), que recuaram 5,18%, fechando a R$ 35,54. 

As maiores baixas, dentre as ações que compõem o Índice Bovespa, foram:

 Cód. Ativo Cot R$ % Dia % Ano Vol1
 TMAR5 TELEMAR N L PNA 35,54 -5,18 -24,20 3,50M
 USIM3 USIMINAS ON 19,14 -5,01 -9,94 11,40M
 BRML3 BR MALLS PAR ON 17,80 -4,25 +5,17 74,02M
 TIMP3 TIM PART S/A ON 8,68 -3,56 +30,58 82,08M
 TLPP4 TELESP PN EDJ 47,50 -3,44 +28,32 46,53M

No outro extremo, as ações da Marfrig (MRFG3) lideraram a ponta compradora com valorização de 7,62%, cotadas a R$ 6,50, após terem chegado a recuar 3,48% no intraday.

As maiores altas, dentre os papéis que compõem o Índice Bovespa, foram:

 Cód. Ativo Cot R$ % Dia % Ano Vol1
 MRFG3 MARFRIG ON 6,50 +7,62 -57,74 35,41M
 RSID3 ROSSI RESID ON 8,98 +7,42 -37,97 59,65M
 MRVE3 MRV ON 9,67 +6,26 -37,25 59,47M
 GOLL4 GOL PN N2 10,21 +5,58 -58,96 24,92M
 GFSA3 GAFISA ON 5,30 +4,54 -54,90 66,57M

As ações mais negociadas, dentre as que compõem o índice Bovespa, foram:

 Código Ativo Cot R$ Var % Vol1 Vol 30d1 Neg 
 VALE5 VALE PNA 37,85 -1,05 996,53M 748,30M 41.390 
 PETR4 PETROBRAS PN 18,55 +0,76 520,20M 359,85M 40.416 
 OGXP3 OGX PETROLEO ON 10,80 -1,37 454,23M 267,45M 24.095 
 ITUB4 ITAUUNIBANCO PN ED 28,32 -1,22 399,88M 284,98M 28.329 
 VALE3 VALE ON 41,00 -0,89 290,33M 196,67M 17.026 
 BBDC4 BRADESCO PN ED 27,31 +1,22 250,94M 175,42M 20.895 
 BBAS3 BRASIL ON 23,56 -1,55 226,22M 137,81M 19.390 
 PDGR3 PDG REALT ON 6,10 +4,10 200,44M 113,46M 27.763 
 ITSA4 ITAUSA PN 9,17 -1,93 155,72M 88,47M 17.232 
 LAME4 LOJAS AMERIC PN I11 13,72 -0,22 134,99M 39,23M 6.979 

* - Lote de mil ações
1 - Em reais (K - Mil | M - Milhão | B - Bilhão)
 

Agenda
No front doméstico, o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) divulgou a Pesquisa Industrial Mensal: Produção Física Brasil, mostrando que a produção industrial indicou queda de 0,2%. Ainda por aqui, a Fipe (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas) divulgou o seu IPC (Índice de Preços ao Consumidor) referente ao mês de setembro, que marcou inflação de 0,25%.

Já nos Estados Unidos, foi divulgado o Factory Orders, índice que mede o volume de pedidos feitos à industria como um todo, de bens duráveis e bens não-duráveis, que veio pior do que o esperado, recuando 0,2% durante o mês de agosto.

Dólar
O dólar comercial fechou em queda de 1,24%, cotado a R$ 1,8685 na venda. Isso ocorreu em uma sessão volátil onde a moeda chegou a operar em alta, inverteu o sinal, voltou a subir e retornou ao campo negativo após uma intervenção do Banco Central no câmbio, através de um leilão de contratos de swap cambial.

Renda Fixa
No mercado de juros futuros da BM&F Bovespa, os principais contratos de juros fecharam em alta. O contrato de juros de maior liquidez nesta sexta-feira, com vencimento em janeiro de 2013, registrou uma taxa de 10,29%, 0,25 ponto percentual acima do fechamento anterior. 

No mercado de títulos da dívida externa, o título brasileiro mais líquido, o Global 40, fechou com queda de 0,75% em relação ao fechamento anterior, a 131,06% do valor de face. 

Já o indicador de risco-País fechou em queda de 1 ponto-base, aos 287 pontos.

Bolsas internacionais
Na Europa, o FTSE 100, da bolsa de Londres, caiu 2,58% a 4.944 pontos. O CAC 40, da bolsa de Paris, desvalorizou 2,61% a 2.851 pontos. Já o DAX 30, da bolsa de Frankfurt, fechou em queda de 2,98% ficando em 5.217 pontos.

Nos EUA, o índice Nasdaq Composite fechou em alta de 2,95% a 2.405 pontos, enquanto o S&P 500 subiu 2,25% atingindo 1.124 pontos. Já o Dow Jones apresentou alta de 1,44% chegando a 2.405 pontos.

Confira a agenda do próximo pregão
Por aqui, os investidores se atentam à pesquisa nacional de cesta básica do Diesse (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos) de setembro, ao resultado do IPP (Índice de Preços ao Produtor) da indústria de transformação de agosto e ao fluxo cambial setembro.

Lá fora, as atenções se voltam ao ADP Employment de setembro, bem como o ISM Services de setembro. Ainda por lá, será divulgado o relatório de estoques de petróleo da última semana.

 

Contato