Em mercados

Ibovespa sobe forte com corte na Selic e chega ao seu 5º pregão seguido de alta

Investidores mostraram-se otimistas com o Copom contrariar as expectativas e cortar da taxa Selic em 50 pontos base

SÃO PAULO – Operando no campo positivo durante toda a sessão desta quinta-feira (1), refletindo o corte da taxa Selic divulgado na véspera, o Ibovespa chegou subir 3,71% em sua máxima no intraday e fechou o pregão regular com sua quinta alta consecutiva, avançando de 2,87%, aos 58.118 pontos. O giro financeiro foi de R$ 9,575 bilhões.

Em sessão marcada pelo forte volume financeiro no mercado à vista, o Ibovespa foi na contramão do desempenho das bolsas norte-americanas com o otimismo dos investidores após o Copom (Comitê de Política Monetária) do Banco Central contrariar o consenso de mercado e reduzir a taxa básica de juros em 50 pontos base, para 12% ao ano, a fim de manter a economia aquecida e afastar a crise externa.

Destaques do pregão
Na ponta positiva, destaque para as ações da B2W (BTOW3), que lideraram os ganhos do Ibovespa nesta sessão com alta de 8,41%, cotadas a R$ 17,40. As maiores altas, dentre as ações que compõem o Índice Bovespa, foram:

 Cód. Ativo Cot R$ % Dia % Ano Vol1
 BTOW3 B2W VAREJO ON 17,40 +8,41 -44,05 22,42M
 BVMF3 BMFBOVESPA ON ED 10,10 +8,25 -19,78 560,38M
 GFSA3 GAFISA ON 8,00 +7,53 -31,93 98,52M
 RSID3 ROSSI RESID ON 13,11 +7,46 -9,44 63,72M
 BBDC4 BRADESCO PN 30,23 +7,39 -6,20 458,22M

 

Já na ponta negativa, os papéis da Souza Cruz (CRUZ3) seguraram a lanterna do benchmark da bolsa brasileira. As maiores baixas, dentre os papéis que compõem o Índice Bovespa, foram:

 Cód.AtivoCot R$% Dia% AnoVol1
 CRUZ3 SOUZA CRUZ ON 19,55 -1,66 +14,45 30,51M
 TLPP4 TELESP PN 49,40 -1,52 +29,44 76,49M
 SBSP3 SABESP ON 45,40 -1,30 +6,60 16,11M
 CESP6 CESP PNB 29,55 -0,81 +12,11 95,25M
 ELET6 ELETROBRAS PNB 20,99 -0,71 -15,92 15,81M 

As ações mais negociadas, dentre as que compõem o índice Bovespa, foram :

 

 Código Ativo Cot R$ Var % Vol1 Vol 30d1 Neg 
 ITUB4 ITAUUNIBANCO PN ED 30,80 +6,83 742,41M 375,73M 38.951 
 VALE5 VALE PNA 40,99 +0,84 654,97M 768,57M 25.969 
 BVMF3 BMFBOVESPA ON ED 10,10 +8,25 560,38M 179,77M 33.479 
 BBDC4 BRADESCO PN 30,23 +7,39 458,22M 213,10M 27.490 
 PETR4 PETROBRAS PN 21,04 +1,15 455,34M 528,67M 26.982 
 BBAS3 BRASIL ON 28,35 +6,10 353,39M 165,69M 24.106 
 PDGR3 PDG REALT ON 8,40 +7,28 318,70M 99,01M 44.239 
 OGXP3 OGX PETROLEO ON 11,60 +1,13 311,25M 297,59M 21.753 
 VALE3 VALE ON 45,07 +0,60 290,39M 244,87M 15.693 
 LREN3 LOJAS RENNER ON 62,75 +4,85 218,94M 71,05M 9.306 

* - Lote de mil ações
1 - Em reais (K - Mil | M - Milhão | B - Bilhão)
 

Agenda
No Brasil, o IPC-S (Índice de Preços ao Consumidor - Semanal) marcou taxa positiva de 0,40% na quarta medição de agosto, segundo dados divulgados pela FGV (Fundação Getulio Vargas), enquanto, segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) , o IPP (Índice de Preços ao Produtor) da indústria de transformação registrou inflação no último mês de julho, marcando variação de 0,07%.

Ainda por aqui, a balança comercial de agosto registrou superávit de US$ 3,873 bilhões, com média diária de US$ 168,4 milhões, conforme divulgado pelo MDIC (Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior). 2201200

Nos EUA, a agenda veio recheada de indicadores nesta sessão. O volume de pedidos de auxílio desemprego (Initial Claims) foi de 409 mil demandas na passagem semanal, frente expectativa de 407 mil solicitações. Enquanto isso, o nível de atividade da indústria norte-americana, medida pelo ISM Index, que veio acima das expectativas de 48,5 pontos ao registrar 50,6 pontos em agosto.

Além disso, o Productivity & Costs do segundo trimestre de 2011 foi pior do que o esperado, apontando recuo de 0,7%, enquanto o Construction Spending veio abaixo das projeções de estabilidade do mercado, ao cair 1,3% em julho.

 

Contato