Em mercados

Ibovespa Futuro opera em queda, com desaceleração econômica do Brasil

PIB revela alta de 0,8% no 2T11; investidores aguardam por dados no mercado de trabalho norte-americano

SÃO PAULO – O Ibovespa Futuro inicia o pregão desta sexta-feira (2) em queda de 0,77%, aos 58.250 pontos, após se descolar do cenário internacional na véspera e acumular o quinto pregão consecutivo no campo positivo.

Para esta sessão, analistas alertam para a possibilidade de correção do índice, enquanto a agenda de indicadores econômicos é recheada por dados relevantes no plano nacional e internacional.

Por aqui, o PIB (Produto Interno Bruto) referente ao segundo trimestre mostrou desaceleração da economia brasileira, ao registrar crescimento de 0,8%, frente ao 1,2% dos primeiros três meses. Já o IPC-Fipe (Índice de Preços ao Consumidor) marcou alta de 0,39% na última semana de agosto, frente aos 0,44% na semana anterior.

Emprego nos EUA e crise na Grécia
No cenário internacional, o destaque se volta para o Relatório de Emprego a ser publicado às 9h30 (horário de Brasília) nos EUA, o qual traz diversos dados sobre o mercado de trabalho, como taxa de desemprego, vagas de trabalho gerados na economia, média de remunerações por hora trabalhada e horas trabalhadas por semana.

Enquanto isso, as atenções também se voltam para a crise fiscal na Europa, onde a Troika (União Europeia, Fundo Monetário Internacional e Banco Central Europeu) revelou ter deixado temporariamente a Grécia para permitir que as autoridades locais completem os trabalhos técnicos, os quais incluem questões referentes ao orçamento de 2012.

 

Contato