5 assuntos

Nasdaq futuro cai após balanço do Facebook; repercussão do Copom, decisão do BCE e mais assuntos que agitarão o mercado hoje

Investidores ainda acompanham decisão de política monetária do Banco da Inglaterra; por aqui, Cielo divulgou resultados do 4º tri

Por  Equipe InfoMoney -

A sessão é de queda para os principais índices mundiais, com os investidores à espera da decisão de política monetária do Banco Central Europeu (BCE). A projeção é de manutenção de juros, mas as falas de Christine Lagarde, presidente do BCE, serão monitoradas de perto, em meio a possíveis sinais de aperto da política monetária em meio ao avanço da inflação. O Bank of England também tem reunião, com expectativa de avanço nos juros.

Enquanto isso, o dia é de queda para os índices futuros dos mercados americanos, principalmente o Nasdaq, em queda de cerca de 2%. Após os números do quarto trimestre da Alphabet (Google) animarem, houve uma decepção com os números da Meta (Facebook), com lucro por ação e margem menores que o esperado, fazendo as ações caírem cerca de 20% no after market. Depois do fechamento, serão divulgados os dados da Amazon.

Já no Brasil, atenção para a repercussão da decisão do Comitê de Política Monetária (Copom), de elevar os juros em 1,5 ponto percentual, a 10,75%. Foi a oitava alta consecutiva, desde março de 2021, em resposta à tendência de alta da inflação. O Copom passou a indicar também que “antevê como mais adequada, neste momento, a redução do ritmo de ajuste da taxa básica de juros”. No radar corporativo, destaque para a repercussão dos números do quarto trimestre da Cielo (CIEL3).

Confira no que ficar de olho:

1. Bolsas mundiais

EUA

Os índices futuros americanos recuam nesta quinta-feira (3) pela manhã. 

Os papéis da Meta Platforms (dona de Facebook, WhatsApp e Instagram) recuaram mais de 21% no after market após a empresa divulgar resultados trimestrais abaixo da expectativa do mercado. A empresa também divulgou uma projeção (“guidance” em inglês) sobre receitas trimestrais abaixo da expectativa. 

Os papéis de outras empresas donas de redes sociais, também recuaram. O Snap perdeu 16% após o fechamento, e o Twitter, 8%. As ações do Spotify caíram 10,2% após a empresa divulgar dados trimestrais que indicam desaceleração no crescimento do número de novos assinantes. 

Antes da divulgação dos números, na quarta-feira, o Dow tinha avançado mais de 200 pontos, enquanto que o S&P teve alta de 0,9%, e o Nasdaq, de 0,5%. Os resultados foram impulsionados pelo setor de tecnologia, após uma alta de 7,3% nos papéis da Alphabet, dona do Google. 

Na quarta-feira, a empresa de processamento de dados ADP divulgou dados indicando queda de 301 mil vagas na folha de pagamento (“payroll” em inglês) do setor privado nos Estados Unidos, pior do que a expectativa de economistas ouvidos pela Dow Jones, de um ganho de 200 mil vagas. O desempenho foi prejudicado pela alta de novos casos de Covid com o avanço da variante Ômicron e uma desaceleração mais ampla das condições de negócios. Nesta quarta-feira serão divulgados novos dados sobre seguro-desemprego. 

Confira o desempenho dos índices futuros americanos às 7h30 (horário de Brasília):

Dow Jones Futuro (EUA), -0,25%
S&P 500 Futuro (EUA), -1,05%
Nasdaq Futuro (EUA), -2,14% 

Ásia

As bolsas asiáticas tiveram desempenho variados entre si na quinta-feira, em meio a preocupações quanto ao crescimento global e à continuidade de tensões geopolíticas.

O Kospi reabriu após o feriado do Ano Novo Lunar e registrou alta. Mas papéis da China continental e de Hong Kong continuam fechados por conta das festividades. 

Shanghai SE (China), não abriu

Nikkei (Japão), -1,06% (fechado)

Hang Seng Index (Hong Kong), não abriu

Kospi (Coreia do Sul), +1,67%

Europa

Na quarta-feira o Pentágono anunciou que moverá parte suas forças baseadas na Europa mais para o leste do continente. Estima-se que a Rússia tenha cerca de 100 mil tropas mobilizadas em sua fronteira com a Ucrânia e na fronteira deste país com Belarus, aliado russo. Autoridades ocidentais alertaram que o intuito da Rússia é invadir a Ucrânia.

O índice Stoxx 600, que reúne as ações de 600 empresas de todos os principais setores de 17 países europeus, recua nesta quinta-feira, com destaque negativo do setor de tecnologia. Investidores aguardam o resultado do próximo encontro do Banco Central Europeu. A inflação na Zona do Euro continua a ser um foco de preocupação após alta de 5,1% em janeiro, apesar da expectativa de que recuasse a 4,4%.

Foram divulgados durante a manhã os Índices do Gerente de Compras (PMI na sigla em inglês) composto e de serviços Markit. O composto pontuou 52,3, abaixo da expectativa de 52,4; e o de serviços, 51,1, abaixo da expectativa de 51,2. Às 7h foi divulgado o Índice de Preços ao Produtor (IPP) da Zona do Euro, que marcou 26,2% na comparação anual, acima da expectativa de 26,1% de analistas ouvidos pela agência internacional de notícias Reuters. Na comparação mensal, o índice avançou 2,9%, acima da expectativa de 2,8%.

O Banco da Inglaterra também anuncia nesta quinta-feira sua decisão mais recente de política monetária, também em meio a temores inflacionários. A expectativa do mercado é de que haja uma segunda alta consecutiva na taxa referencial de juros, pela primeira vez desde 2004. A petroleira Shell divulgou lucro líquido ajustado de US$ 19,29 bilhões no quarto trimestre, acima da estimativa de analistas do mercado. 

FTSE 100 (Reino Unido), -0,1%

DAX (Alemanha), -0,53%

CAC 40 (França), -0,29%

FTSE MIB (Itália), -0,36%

Commodities

Os preços do petróleo têm quedas apesar da continuidade da tensão na fronteira da Ucrânia. Na quarta-feira, a Organização dos Países Exportadores de Petróleo e outros países com grande produção (Opep+) chegou ao consenso de que deve haver uma elevação de 400 mil barris por dia na produção de petróleo em março. Os preços do barril são negociados próximos ao patamar recorde, em parte por conta das tensões geopolíticas envolvendo a Rússia, que é membro da Opep+. 

Commodities

Petróleo WTI, -0,71%, a US$ 87,64 o barril

Petróleo Brent, -0,63%, a US$ 89,93 o barril

A bolsa de Dalian não abriu na segunda-feira

 

Bitcoin

Os preços do Bitcoin recuam 3,63%, a US$ 36.990,59

2. Agenda 

Zona do Euro

9h45: O Banco Central Europeu (BCE) divulga sua declaração de política monetária. A expectativa é de que mantenha sua taxa referencial de juros 

10h30: Coletiva de imprensa do BCE

Brasil

10h: Índices de Preços ao Produtor (PMI) composto e do setor de serviços Markit relativos a janeiro

Estados Unidos

10h30: Novos pedidos por seguro-desemprego, com projeção Refinitiv de 245 mil pedidos
11h45: PMI final de serviços de janeiro
12h: Encomenda à indústria de dezembro
12h: ISM de serviços

Reino Unido

9h: O Banco da Inglaterra (BoE) divulga decisão de política monetária

11h15: Pronunciamento de Andrew Bailey, presidente do Banco da Inglaterra. A expectativa é de que o banco eleve a taxa referencial de juros de 0,25% para 0,5%

Repercussão do Copom

Na quarta-feira, o Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central elevou a taxa Selic em 1,50 ponto percentual, para 10,75% ao ano, dentro do esperado pela maior parte do mercado.

Com o aumento, é a primeira vez desde 2017 que a taxa Selic está acima dos dois dígitos, sendo a maior taxa desde maio do mesmo ano, quando o juro básico era de 11,25%.

Trata-se da oitava reunião consecutiva com aumento de taxa, em um ciclo iniciado em março do ano passado, e também o processo de aperto monetário mais forte desde 1999, quando, em meio à crise cambial, cambial, o BC elevou a taxa Selic em 20 pontos percentuais em uma única vez.

Apesar de mais uma alta agressiva, o Banco Central sinalizou, em um comunicado, para uma redução no ritmo dos ajustes já na próxima reunião, que será realizada em março.

3. Radar político

Reportagem de bastidores publicada nesta quinta-feira pelo jornal O Estado de S. Paulo afirma que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) oferece ao ex-governador paulista Geraldo Alckmin (sem partido) o cargo de ministro da Agricultura, buscando convencê-lo a se candidatar como vice em sua chapa. 

Segundo o jornal, Alckmin vem afirmando que não gostaria de ser um vice decorativo, e já começa até mesmo a atuar para diminuir resistências a Lula no agronegócio.

Ex-membro do PSDB, Alckmin prefere ingressar no PSB, mas, se as negociações emperrarem, tem convite para ingressar no Solidariedade e no PV. Além disso, caso o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), desista de se candidatar é possível que o partido abrigue Alckmin. O PSD também vem sendo cortejado pelo PT por apoio nas Eleições.

PF vê crimes por Bolsonaro

O ministro do STF Alexandre de Moraes estabeleceu prazo de 15 dias para que a Procuradoria Geral da República se manifeste sobre o relatório final da Polícia Federal que apontou crimes do presidente Jair Bolsonaro (PL) na divulgação de dados sigilosos relativos a uma investigação da própria PF sobre um ataque hacker aos sistemas do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

O procurador-geral, Augusto Aras, também foi instado a se manifestar sobre um pedido do senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) para instaurar persecução penal contra o presidente por “conduta típica, ilícita e culpável”, e sobre uma denúncia-crime apresentada por um advogado que aponta possíveis crimes no descumprimento da ordem de Moraes de prestar depoimento na última sexta-feira sobre o vazamento. Na data e horário do depoimento, Bolsonaro enviou Bruno Bianco Leal, chefe da Advocacia Geral da União (AGU), que apresentou recurso para que Bolsonaro não fosse ouvido pelas autoridades até que o plenário da Corte se reunisse para julgar a decisão de Moraes, mas o pedido foi negado.

As investigações foram concluídas mesmo sem ouvir Bolsonaro. A delegada responsável pelo inquérito Denisse Dias Rosas apontou ilicitudes nos atos do presidente, mas não pediu seu indiciamento por conta do foro privilegiado.

4. Covid no Brasil

Na quarta-feira (2), foram registrados 188.552 novos casos de Covid no Brasil. A média móvel em sete dias foi de 179.962, alta de 63% em relação ao patamar de 14 dias antes, segundo informações do consórcio de veículos de imprensa divulgadas às 20h.

Todos os estados registram quedas de casos. Mas alguns estados, incluindo o de São Paulo, voltaram a reportar problemas com o sistema do Ministério da Saúde, levando a represamento de dados. Em nota, a pasta afirmou que foi identificada uma instabilidade na ferramenta para extração de dados relativos a Síndrome Gripal Leve, mas que o sistema já foi estabilizado. 

Em um dia, o Brasil registrou 946 mortes por Covid. Assim, a média móvel de mortes em 7 dias ficou em 653, alta de 178% em comparação com o patamar de 14 dias antes. Manchete de capa da edição desta quinta-feira do jornal O Estado de S. Paulo ressalta que, em um mês, a alta de mortes diárias foi de 566%. 

O número de pessoas que tomaram ao menos a primeira dose de vacinas atingiu 165.789.371, ou 77,17% da população. A segunda dose ou vacina de dose única foi aplicada em 150.416.056, ou 70,02% da população. E a dose de reforço foi aplicada em 48.452.157, ou 22,55% da população.

Subvariante da Ômicron

Reportagem publicada nesta quinta-feira pelo jornal O Globo afirma que a subvariante BA.2 da variante Ômicron do coronavírus vem preocupando cientistas pela possibilidade de que prolongue o pico recente de propagação da Covid ou leve a um pico mais alto de infecções em locais que ainda não atingiram o ápice de casos.

A subvariante foi identificada em dezembro, mas ganhou o foco de infectologistas com a rápida ascensão na Dinamarca, onde responde por 82% dos casos de Covid. Um estudo de cientistas do país indica que ela tem capacidade maior de infectar pessoas já vacinadas do que a subvariante original da Ômicron, BA.1. A BA.2 foi confirmada em 57 países, incluindo no Brasil. De acordo com o Ministério da Saúde, dois casos foram notificados no estado de São Paulo, em amostras de dezembro de 2021 e janeiro de 2022.

Na terça-feira, no entanto, Boris Pavlin, da Equipe de Resposta à Covid da Organização Mundial de Saúde afirmou que a BA.2 está substituindo a BA.1. Mas avaliou que é improvável que ela cause um impacto substancial.

Em uma apresentação na quarta-feira na Universidade Stellenbosch, Túlio de Oliveira, professor de bioinformática que administra instituições de sequenciamento de genes e aconselha o governo da África do Sul sobre a pandemia, afirmou que a propagação da BA.2 no país pode levar a um novo pico da Ômicron na onda atual de Covid. Assim, a onda de infecções Ômicron “pode acabar como um camelo (…) Uma onda com outra corcunda”.

 

5. Radar corporativo

Cielo (CIEL3)

A Cielo (CIEL3) reportou lucro líquido de R$ 337 milhões no quarto trimestre de 2021 (4T21). O resultado representa um crescimento de 13% em relação ao mesmo período de 2020. O resultado veio das projeções do mercado, de lucro de R$ 224,6 milhões.

No ano, o lucro líquido da Cielo (CIEL3) totalizou R$ 970 milhões, crescimento de 98% na comparação com o ano de 2020.

Braskem (BRKM5)

A Braskem (BRKM5) aprovou a convocação de Assembleia Especial de Acionistas Preferenciais Classe “B”, a ser realizada  em 25 de fevereiro de  2022,  para  deliberar  sobre a conversão da totalidade das Ações Preferenciais Classe “B” de emissão da Companhia em Ações Preferenciais Classe “A”, na razão de 2 ações PNB para 1 ação PNA.

A unificação das ações preferenciais em uma única classe tem o objetivo de simplificação da estrutura de capital da companhia, equalizando os direitos entre todas as ações  preferenciais incluindo aqueles referentes ao  pagamento de dividendos, e constitui  um  passo inicial preparatório para  a eventual conversão das ações preferenciais em ações ordinárias, no caso de migração para o segmento de listagem do Novo  Mercado da B3.

Ambipar (AMBP3

A Ambipar (AMBP3) informou a aquisição de 100% da empresa First Response, através de sua controlada integral indireta Ambipar Holding Canadá. O valor da operação não foi revelado.

Em linha com o plano de expansão, esta é a quarta aquisição no Canadá e a décima primeira na América do Norte, que passa a contar com 28 bases estrategicamente localizadas na região.

Fundada em 2007, a First Response é especialista em atendimentos de emergências ambientais com foco em incêndio, treinamentos, simulados e terceirização de bombeiros e equipamentos de combate a incêndios, sendo referência em seu segmento de atuação.

Procurando uma boa oportunidade de compra? Estrategista da XP revela 6 ações baratas para comprar hoje.

Compartilhe