Muitos livros para comprar e orçamento apertado? Confira algumas dicas e economize

Tente pegar as obras emprestadas, procure-as em sebos, peça desconto à editora e pesquise os preços nas livrarias

Por  Equipe InfoMoney -

SÃO PAULO – Para alguns alunos, as férias de julho são apenas sinônimo de descanso. Já para outros, cujos cursos são semestrais, o período anuncia novas despesas, com livros, apostilas e outros materiais.

Segundo levantamento feito pelo Idec (Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor), os gastos de um universitário com a bibliografia básica do primeiro ano podem ultrapassar R$ 5 mil.

Aprenda a economizar

Por conta disso, quem não tem esta quantia exorbitante para gastar deve arrumar meios alternativos para conseguir os livros, a fim de não comprometer o rendimento escolar.

Neste sentido, a primeira dica é tentar pegar as obras emprestadas: na biblioteca da instituição de ensino, com amigos de sala ou em bibliotecas municipais, cujos endereços podem ser conseguidos com a Prefeitura das cidades.

Além disso, também vale tentar pedir os materiais a alunos de turmas mais avançadas e a amigos que estudem em outros lugares, já que a concorrência pelos livros tende a ser menor do que na própria escola onde eles foram solicitados.

Na hora da compra

Caso você realmente não consiga pegar algum livro emprestado e tenha de comprá-lo, vale pesquisar se ele está disponível em algum sebo.

Outra opção é se juntar com os colegas de classe, contatar a editora e verificar a possibilidade de desconto, já que a compra será feita em uma quantidade maior.

Por fim, se tiver de recorrer às livrarias, pesquisa bastante antes de comprar e lance mão de programas de fidelidade, cartões de desconto etc.

Compartilhe