Temporada de balanços

Mitre (MTRE3) tem lucro líquido de R$ 12,51 milhões no 4º tri de 2021 e receita sobe 9,9%; companhia anuncia dividendos intercalares

Receita operacional líquida, por sua vez, foi a R$ 170,143 milhões no quarto trimestre de 2021, um avanço de 9,9% na comparação anual

Por  Equipe InfoMoney -

 

A incorporadora e construtora Mitre (MTRE3) reportou queda de 44,5% no lucro líquido do quarto trimestre de 2021 na comparação com igual período de 2020, passando de R$ 22,559 milhões para R$ 12,51 milhões, informou a companhia na noite desta segunda-feira (21). Já na comparação com o terceiro trimestre de 2021, a alta foi de 133,9%; cabe ressaltar que o lucro menor do trimestre anterior, de R$ 5,348 milhões, foi em consequência da operação de Total Return Equity Swap (TRS), que totalizou perda contábil de R$ 11,1 milhões no trimestre.

No quarto trimestre, excluindo o efeito TRS, a Mitre obteve lucro líquido recorrente de R$ 11,485 milhões, queda de 9,7% em relação aos últimos três meses de 2020.

No ano, o lucro líquido totalizou R$ 27,384 milhões, 44,2% menor frente os R$ 49,083 milhões registrados em igual período de 2020. Excluindo o TRS, o lucro recorrente foi de R$ 50,431 milhões em 2021, avanço de 29,8% na comparação com os R$ 38,846 milhões registrados em 2020.

A receita operacional líquida da companhia, por sua vez, foi a R$ 170,143 milhões no quarto trimestre de 2021, um avanço de 9,9% na comparação com igual período de 2020. No ano de 2021, a receita somou R$ 573,996 milhões, alta de 39,6% na base de comparação anual.

O lucro antes de juros, impostos, depreciações e amortizações (Ebitda, na sigla em inglês) ajustado da companhia foi de R$ 12,915 milhões no quarto trimestre de 2021, uma leve queda de 0,7% na comparação com igual período de 2020. No ano, o Ebitda ajustado somou R$ 52,526 milhões, avanço de 18,1% na comparação com 2020, quando registrou uma cifra de R$ 44,485 milhões.

Já a margem Ebitda (Ebitda sobre receita líquida) ajustada foi de 7,6% no quarto trimestre de 2021, baixa de 0,8 ponto percentual na comparação anual. No ano, foi de 10,8% para 9,2%, uma baixa de 1,6 ponto.

A companhia ressaltou ter registrado recorde de lançamentos e R$ 1,8 bilhão em Valor Geral de Vendas (VGV) em 2021. O valor representa um aumento de cerca de 100% em relação ao ano anterior.

“Mesmo com os desafios impostos pela continuidade da pandemia de Covid -19, lançamos 10 empreendimentos, 7 da linha Haus Mitre e 3 da linha Raízes. Nossas vendas líquidas atingiram R$ 732 milhões, com velocidade de vendas de 35,5% no ano e margem bruta ajustada de 35,3%, indicadores que demonstram muita disciplina na execução dos trabalhos e ampla participação de áreas estratégicas”, afirmou Rodrigo Cagali, CFO da Mitre.

A incorporadora ainda encerrou o ano com 15 canteiros de obras ativos e 1.317 unidades vendidas, além da entrega de 741 unidades em três empreendimentos, antecipadas e com aceite de 98,5% na primeira vistoria. “Seguimos otimistas na capacidade da Mitre em manter margens saudáveis, entregando resultados financeiros e operacionais sólidos e os melhores produtos de cada região, com excelência e qualidade para todos os clientes e stakeholders”, afirmou o executivo.

A empresa também deu sequência à sua estratégia de diferenciação, implementando parcerias com a Atlântica Hotels e a Lucio Empreendimentos e Participações.

Mitre e Lucio preveem o lançamento de R$ 500 milhões por ano em VGV para projetos de médio-alto e alto padrões em regiões estratégicas da capital, além de uma parceria em joint venture, futuramente, informou a companhia.

Dividendos

A Mitre ainda comunicou que, em Reunião do Conselho de Administração da companhia, foi aprovada a distribuição de dividendos intercalares no montante total de R$ 10,661 milhões, equivalente a R$ 0,10079729665 por ação ordinária de emissão da companhia.

Os dividendos serão pagos aos acionistas em uma única parcela em 16 de março de 2022, com base na posição acionária existente em 07 de março de 2022, após o fechamento do pregão da B3, com as ações negociadas a partir de 08 de março de 2022 (inclusive) não sendo contempladas com o pagamento de dividendos, passando a ser negociadas ex-dividendos.

Os dividendos serão imputados aos dividendos mínimos obrigatórios relativos ao exercício social que se encerrou em 31 de dezembro de 2021.

“Não haverá correção ou incidência de juros sobre o valor dos dividendos intercalares entre a data da declaração dos dividendos intercalares e a data do seu efetivo pagamento. A Diretoria da Companhia, a seu único e exclusivo critério e por mera liberalidade, mediante divulgação de novo aviso aos acionistas, poderá antecipar o pagamento em uma ou mais
tranches”, informou.

Procurando uma boa oportunidade de compra? Estrategista da XP revela 6 ações baratas para comprar hoje.

Compartilhe