Commodities

Minério de ferro de Dalian tem forte queda de 6,8% enquanto China busca esfriar mercado

Planejador estatal da China NDRC disse na sexta que equipes serão enviadas para bolsa de commodities e principais portos para examinar estoques de minério

Por  Reuters -

(Reuters) – Os contratos futuros do minério de ferro da China caíram nesta segunda-feira, após a escalada da semana passada que levou a matéria-prima siderúrgica ao seu maior nível em mais de cinco meses, com traders preocupados com os alertas dos reguladores do país contra recentes movimentos incomuns de preços.

Além dos avisos, a bolsa de Dalian anunciou um aumento na taxa de transação para contratos futuros de minério de ferro para entregas de fevereiro a maio, em um aparente movimento para esfriar o rali.

O minério de ferro de Dalian mais negociado para entrega em maio encerrou as negociações diurnas em queda de 6,8%, a 776,50 iuanes (122,07 dólares) a tonelada, depois de cair 8,6%, a 761,50 iuanes, seu menor valor desde 27 de janeiro.

O planejador estatal da China NDRC disse na sexta-feira que equipes serão enviadas para a bolsa de commodities e os principais portos para examinar os estoques de minério de ferro.

Também alertou os provedores de informações contra o que chamou de fabricação de preços em meio a um rápido aumento nas últimas cinco semanas.

O aumento de 18% nos preços do minério de ferro de Dalian no mês passado seguiu previsões de analistas e traders sobre a demanda chinesa aumentar quando as restrições à produção de aço forem suspensas após os Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim neste mês, bem como apoiado por medidas de estímulo econômico.

Os preços spot do minério de ferro na China, maior produtora de aço, subiram cerca de 20% este ano, sendo negociados acima de 150 dólares a tonelada. Nesta segunda-feira, a cotação fechou em queda de 2 dólares, a 149 dólares a tonelada.

Procurando uma boa oportunidade de compra? Estrategista da XP revela 6 ações baratas para comprar hoje.

Compartilhe