Marcopolo (POMO4) vê lucro crescer mais de 5 vezes no segundo trimestre, para R$ 140,5 milhões

Companhia divulgou resultados trimestrais nesta noite de terça-feira (1)

Felipe Moreira

Publicidade

A Marcopolo (POMO4) registrou aumento de 424,1% no lucro líquido no segundo trimestre de 2023 em relação a igual período do ano passado, saindo de R$ 26,8 milhões para R$ 140,5 milhões.

Já o lucro antes de juros, impostos, depreciações e amortizações (Ebitda, na sigla em inglês) foi de R$ 158 milhões, alta anual de 206,2%. Isso levou a uma elevação da margem Ebitda de 7 p.p. (pontos percentuais), para 11,6%.

“O Ebitda foi afetado positivamente pelo melhor ambiente de mercado com evolução do mix de vendas, com maior exposição ao segmento de ônibus rodoviários e exportações, bem como pela recuperação de resultados das operações controladas localizadas no exterior”, diz a Marcopolo.

Masterclass

As Ações mais Promissoras da Bolsa

Baixe uma lista de 10 ações de Small Caps que, na opinião dos especialistas, possuem potencial de valorização para os próximos meses e anos, e assista a uma aula gratuita

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

O retorno sobre capital investido (ROIC), por sua vez, atingiu 21,8% entre abril e junho deste ano, um avanço de 11,6 pp frente a mesma etapa de 2022.

Saiba mais:

Confira o calendário de resultados do 2º trimestre de 2023 da Bolsa brasileira

Continua depois da publicidade

O que esperar da temporada de resultados do 2º trimestre? Confira ações e setores para ficar de olho

A receita líquida somou R$ 1,364 bilhão no segundo trimestre deste ano, crescimento de 18,5% na comparação com igual etapa de 2022.

Segundo relatório, o aumento da receita reflete o incremento de volumes exportados a partir do Brasil, especialmente com o crescimento das vendas dos modelos rodoviários G8, bem como um melhor mix de vendas no Brasil, com maior exposição a ônibus rodoviários de maior valor agregado.

A produção total da Marcopolo atingiu 3.010 unidades, 11,3% inferior ao 2T22.

O lucro bruto atingiu a cifra de R$ 276,2 milhões no segundo trimestre de 2023, um aumento de 110,4% na comparação com igual etapa de 2022. A margem bruta foi de 20,2% no 2T23, alta de 8,7 p.p. frente a margem do 2T22.

As despesas gerais e administrativas totalizaram R$ 70,8 milhões no 2T23, ou 5,2% da receita líquida, enquanto no 2T22 essas despesas somaram R$ 56,7 milhões, 4,9% da receita líquida.

O resultado financeiro líquido foi positivo em R$ 57 milhões no segundo trimestre de 2023, ante um resultado negativo de R$ 39,9 milhões registrados no 2T22.

A empresa explica que o “resultado financeiro foi impactado positivamente pela variação cambial gerada pela valorização do Real frente ao Dólar norte americano sobre a carteira de pedidos em dólares”.

O resultado da equivalência patrimonial no 2T23 foi de R$ 14,2 milhões negativos contra R$ 9,1 milhões também negativos no 2T22.

A Marcopolo investiu R$ 33,8 milhões no segundo trimestre de 2023, uma elevação de 86,6% em relação ao mesmo trimestre do ano passado.

Em 30 de junho de 2023, a dívida líquida da companhia era de R$ 1,004 bilhão ante R$ 888,5 milhões do dia 31 de março do mesmo ano.

O indicador de alavancagem financeira, medido pela dívida líquida/Ebitda ajustado, ficou em 0,6 vez em junho de 2023.