Magazine Luiza (MGLU3): estamos melhorando vendas e tendo crescimento em todos os canais no 4º tri, diz CEO

"Não há nada sendo feito de extraordinário, em promoções. O que estamos fazendo é acertar execução. Não estamos sendo agressivos”, apontou

Vitor Azevedo

(Flavio Santana/Biofoto)

Publicidade

Apesar dos desafios enfrentados pelo setor em 2022, os executivos do Magazine Luiza (MGLU3) destacaram, em teleconferência na manhã desta sexta-feira (11), um desfecho mais positivo para o fim deste ano.

“Estamos melhorando vendas e tendo crescimento no quarto trimestre em todos os canais”, disse Frederico Trajano, CEO da varejista, em encontro com os analistas após o resultado do terceiro trimestre de 2022 (3T22). 

“No quarto trimestre é principalmente por conta da Copa, mas não exclusivamente. Não há nada sendo feito de extraordinário, em promoções. O que estamos fazendo é acertar execução. Não estamos sendo agressivos”, apontou.

Masterclass

As Ações mais Promissoras da Bolsa

Baixe uma lista de 10 ações de Small Caps que, na opinião dos especialistas, possuem potencial de valorização para os próximos meses e anos, e assista a uma aula gratuita

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Trajano ainda apontou que a companhia segue muito focada no segmento do marketplace (3P). As vendas do marketplace totalizaram cerca de R$ 3,5 bilhões no trimestre, um crescimento de 1% comparado ao mesmo período do ano anterior, com a companhia destacando a “forte base de comparação”. Nos últimos três anos, o marketplace do Magalu apresentou um crescimento médio anual de 61%.

“O 3P tem crescido mais que 1P [estoque próprio] e mais que lojas físicas nos últimos anos. Olhando para frente, estamos muito voltados ao crescimento desta frente, em todos os grupos de sellers e categorias, mas principalmente para sellers pequenos e médios e em categorias non core do nosso 1P”, diz Frederico Trajano.

“Temos uma oportunidade gigantesca de crescimento. A penetração online no Brasil é pequena e o bolo deve crescer. Além disso, a Magalu deve ganhar maiores partes do bolo”, apontou.

Continua depois da publicidade

Segundo o executivo, a taxa de conversão do 3P ainda é um terço da registrada no 1P. Assim, ainda há um trabalho forte de melhoria de conversão, que envolve uma série de fatores, sendo um deles, muito importante, o prazo de entregas, avaliou.

“Mas temos melhorado esse indicador com o Magalu Entregas. Mesmo com o reposicionamento, por exemplo, na redução do frete grátis. (…) Há também um trabalho de algoritmos, na busca, no ‘ranqueamento’ de produtos. Estamos treinando os algoritmos de busca e recomendação, e estamos fazendo isso de maneira intensa”, apontou.

O executivo também destacou a melhora de margens da empresa. A margem Ebitda (Ebitda, ou lucro antes de juros, impostos, depreciações e amortizações, sobre receita líquida) ajustada foi a 6%, maior nível trimestral desde o terceiro trimestre de 2020, frente 4,1% em igual período de 2021. No segundo trimestre, a empresa reportou margem de 5,7%.

“Melhoramos nosso lucro operacional, ampliando margem, principalmente no core. Estamos fazendo um esforço grande para melhorar todas as linhas no resultado operacional e vamos continuar fazendo isso no ano que vem. Já operamos com margem Ebitda acima de 6% no passado, claro que com outro mix, mas acredito que conseguiremos alcançar os níveis históricos. Há muito espaço para isso, com diversos programas sendo ainda implementados”, apontou, ressaltando acreditar que a empresa pode alcançar “margens Ebitdas históricas”.

Para Trajano, o ambiente ruim na economia acabou gerando o efeito de uma maior racionalidade no mundo digital.

“Primeira vez no e-commerce que vejo os players falando em lucro, em serviços. O Magazine Luiza sabe trabalhar nesse ambiente. É um lugar que sabemos jogar muito bem”, comentou. “Temos outras empresas, porém, que tentarão andar pela primeira vez na história. Até companhias que compramos, como a Netshoes, que antes tinha resultado negativo. É um ambiente competitivo mais favorável, apesar das dificuldades”.