Efeitos secundários

JPMorgan planeja transferir US$ 230 bilhões para Alemanha por Brexit

O banco dos EUA planeja finalizar a migração dos ativos para a subsidiária com sede em Frankfurt até o fim do ano

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

(Bloomberg) — O JPMorgan Chase planeja transferir cerca de 200 bilhões de euros (US$ 230 bilhões) do Reino Unido para Frankfurt como resultado da saída do país da União Europeia. Coma a mudança, o JPMorgan se tornará um dos maiores bancos da Alemanha.

O banco dos EUA planeja finalizar a migração dos ativos para a subsidiária com sede em Frankfurt até o fim do ano, disseram pessoas a par do assunto. A mudança pode impulsionar seu balanço patrimonial o suficiente para se tornar o sexto maior banco do país, com base nos ativos das maiores instituições financeiras comerciais no ano passado.

Uma porta-voz do JPMorgan em Frankfurt não quis comentar.

Aprenda a investir na bolsa

Os ativos a serem transferidos representam pouco menos de 10% do balanço total do JPMorgan. Também equivalem a quase metade do total de ativos detidos por filiais alemãs de bancos estrangeiros no fim de junho, de acordo com estatísticas do Bundesbank.

Com menos de quatro meses para o término do período de transição do Brexit, bancos internacionais têm reforçado operações na União Europeia para garantir que possam atender aos clientes, diante da perspectiva de que empresas com sede no Reino Unido, incluindo as operações do JPMorgan em Londres, não retenham direitos de passaporte em um acordo comercial.

Como essa perspectiva é cada vez mais provável, na semana passada o banco recomendou aos 200 funcionários em Londres que se mudem para cidades da Europa continental, como Paris, Frankfurt, Milão e Madri, informou a Bloomberg News.

No entanto, não é apenas o Brexit. O JPMorgan tem dito repetidamente que a unidade alemã buscará participação de mercado em banco de investimento, segmento corporativo e gestão de patrimônio. Com o contínuo fortalecimento das operações do JPMorgan na Alemanha, a responsável pela unidade com sede em Frankfurt, Dorothee Blessing, tem assumido mais responsabilidades.

O banco reatribuiu filiais em polos europeus, como Paris, Amsterdã e Copenhague, para supervisão pela subsidiária de Frankfurt, que é conhecida como J.P. Morgan AG.

Embora o JPMorgan tenha feito a maior migração para Frankfurt, outros bancos também optaram por aumentar presença no centro financeiro da Alemanha, incluindo Citigroup, UBS e Standard Chartered.

PUBLICIDADE

Do Zero ao Gain: intensivo gratuito de 4 dias com André Moraes ensina como extrair seu primeiro lucro na Bolsa. Clique aqui para se inscrever