Dados do ressegurador

IRB Brasil registra prejuízo de R$ 48,9 milhões em abril de 2021

Nos quatro primeiros meses do ano, o lucro líquido foi de R$ 1,9 milhão ante um prejuízo líquido no mesmo período de 2020 de R$ 135,1 milhões

arrow_forwardMais sobre
IRB

SÃO PAULO – O IRB Brasil Resseguros (IRBR3) divulgou nesta terça-feira (22) seu resultado de abril de 2021, que foi também enviado à Superintendência de Seguros Privados (SUSEP). O ressegurador teve prejuízo líquido de R$ 48,9 milhões em abril deste ano, ante um prejuízo líquido em abril de 2020 de R$ 170,1 milhões.

Nos quatro primeiros meses do ano, o lucro líquido foi de R$ 1,9 milhão ante um prejuízo líquido no mesmo período de 2020 de R$ 135,1 milhões.

Ao excluir o efeito dos negócios descontinuados (run-off) e dos eventos não recorrentes (one-offs), o prejuízo líquido em abril de 2021 foi de R$ 38,9 milhões. Já nos quatro primeiros meses de 2021, a emrpesa obteve um lucro líquido de R$ 41,5 milhões.

A empresa destacou que o prêmio emitido de R$ 785,9 milhões ficou praticamente estável em relação a abril de 2020 com uma redução de 0,9%, sendo R$ 364,7 milhões no Brasil e R$ 421,2 milhões no exterior. Houve crescimento de 8,6%
no Brasil em relação a abril de 2020 e redução de 7,9% no exterior no mesmo conceito.

Já nos quatro primeiros meses de 2021, o prêmio emitido de R$ 2,7164 bilhões, queda de 2,6% frente igual período de 2020, sendo R$ 1,4091 bilhão no Brasil (alta de 15,9%) e R$ 1,3073 bilhão no exterior (queda de 16,9%). “A redução dos prêmios com origem no exterior está em linha com a estratégia de re-underwriting [de limpeza do balanço] amplamente divulgada pela companhia”, apontou o IRB.

O prêmio ganho foi de R$ 567,9 milhões, com um aumento de 2,0 % em relação a abril de 2020. Já nos quatro primeiros meses de 2021, o prêmio ganho foi de R$ 2,0222 bilhões, uma redução de 1,7% em relação ao mesmo período de 2020, também seguindo a estratégia de re-underwriting.

O índice de sinistralidade recuou a 84,3% em abril deste ano, ante 118,7% em abril de 2020, com a despesa de sinistro ficando em R$ 479 milhões , de R$ 660,6 milhões um ano antes.

Em breve comentário, os analistas do Credit Suisse apontaram que os números foram negativos, com a estratégia de “re-underwriting” ainda cobrando seu preço. Eles reforçam que, mesmo desconsiderando o impacto da carteira run-off e outros itens pontuais, a empresa ainda registrou prejuízo de R $ 38,9 milhões no mês de abril. Os analistas do banco suíço possuem recomendação underperform (desempenho abaixo da média do mercado) para as ações IRBR3, com preço-alvo de R$ 7,50 para cada ativo.

Curso gratuito do InfoMoney mostra como você pode se tornar um Analista de Ações. Inscreva-se agora.

PUBLICIDADE