Perspectivas

IPCA-15, balanço da Vale (VALE3), prévia de Petrobras (PETR3;PETR4) e resultados das “big techs” nos EUA: o que acompanhar na semana

Tudo o que o investidor precisa saber antes de operar na semana

Por  Mitchel Diniz -

A última semana de abril chega com a agenda carregada, sobretudo no âmbito corporativo. Mas além dos muitos balanços e assembleias de acionistas previstos para os próximos dias, a expectativa sobre dados de inflação continua dando tom aos negócios. Nesse sentido, o dado mais aguardado da semana sairá na próxima quarta-feira (27): é a prévia do Índice de Preços ao Consumidor (IPCA-15), referente à primeira metade de abril.

A expectativa do Itaú é de uma alta de 1,86% na comparação mensal, enquanto o Bradesco projeta um avanço de 1,84%, ainda sugerindo inflação corrente em níveis elevados. A leitura será, mais uma vez, pressionada pelos preços administrados, refletindo principalmente o reajuste da Petrobras (PETR3;PETR4) anunciado em meados de março. Outros itens regulados, como energia elétrica e produtos farmacêuticos, também vão acelerar nessa leitura. Além disso, itens como alimentação em casa e etanol também podem continuar pressionados. O núcleo de inflação, tanto de bens (como vestuário e higiene pessoal) quanto de serviços (incluindo alimentação fora de casa), deve manter-se em patamares elevados, ainda sem sinais de desaceleração, aponta o Itaú. Vale lembrar que o IPCA acelerou 1,62% em março, superando expectativas, e levantando questionamentos sobre até quando o Banco Central deve continuar subindo a taxa Selic.

Com a suspensão da greve dos servidores até 2 de maio, o Banco Central anunciou que divulgará os indicadores represados o quanto antes, com aviso prévio de ao menos 24 horas. O resultado fiscal do setor público, o saldo em conta corrente, o relatório de crédito, e o IBC-Br, todos referentes a fevereiro, aguardam publicação.

O Boletim Focus será divulgado na próxima terça-feira (26), às 8h30, com a publicação de todas as edições atrasadas. Além disso, na segunda-feira (25) serão disponibilizados o relatório Top 5 de março (9 horas) e a Distribuição de Frequência referente ao mesmo mês (12h, horário de Brasília).O BC ainda informou que irá publicar na segunda-feira (25), às 15h, o Relatório de Poupança de março e uma prévia de abril, possivelmente até o dia 15.

A semana no Brasil também será marcada por dados do mercado de trabalho. O Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), referente à março, sai na quinta-feira (28) e a taxa de desemprego para o mesmo período, medida pela pesquisa Pnad contínua, está prevista para sexta-feira. A projeção do Itaú é de uma taxa de desemprego de 11,5%.

No exterior, a inflação também continua sendo monitorada. O investidor segue de olho nos próximos passos do Federal Reserve em seu ciclo de aperto monetário, com elevação de juros e redução de estímulos, após a fala de Jerome Powell, presidente do Federal Reserve, que derrubou os mercados no final da última semana ao praticamente decretar uma aceleração no aumento dos juros nos EUA. A semana começa com índices de atividade de Chicago e Dallas na segunda-feira, seguido por dados de estoques de petróleo na terça e na quarta. Na quinta-feira, sai a primeira estimativa do Produto Interno Bruto (PIB) americano no primeiro trimestre de 2022. O consenso Refinitiv aponta para uma alta de 1%.

Na Europa, na sexta-feira, saem o PIB da Alemanha e da Zona do Euro. Na Ásia, o banco central japonês decidirá sobre a taxa de juros no país na quinta-feira. O país tem resistido a reduzir suas políticas de estímulo, mas também tem enfrentado o avanço da inflação.

Noticiário corporativo ganha força

A Usiminas (USIM5) deu a largada na semana passada e, nos próximos dias, a temporada de balanços corporativos ganha fôlego aqui no Brasil. Destaque para o balanço da Vale (VALE3), na próxima quarta-feira, após o fechamento do mercado. Os investidores conheceram, na terça-feira passada, as prévias operacionais da mineradora e vão descobrir como a queda na produção vai se refletir no lucro da companhia no terceiro trimestre.

No mesmo dia, a Petrobras  vai divulgar as prévias operacionais do primeiro trimestre. Na quinta-feira, a Oi (OIBR3;OIBR4) divulgará o balanço ainda referente ao quarto trimestre de 2021. Na quarta-feira passada, a empresa anunciou que concluiu a venda de ativos da Oi Móvel para TIM, Vivo e Claro.

Nos Estados Unidos, as big techs divulgam resultados. A Alphabet, dona do Google, e a Microsoft apresentarão seus números na terça-feira (20). Na quarta-feira (21), saem os balanços de Meta, dona do Facebook, e os resultados específicos da rede social também. A Amazon e a Apple divulgam balanços na quinta-feira.

Confira o calendário de balanços e assembleias de acionistas:

Segunda-feira

Balanços nos Estados Unidos

  • Coca-Cola

AGOs

  • Minerva

Terça-feira

Balanços no Brasil

  • Santander
  • Romi
  • Neoenergia

AGOs

  • Vivo
  • Embraer
  • Via

Balanços nos Estados Unidos

  • Pepsico
  • 3M
  • General Eletric
  • UBS
  • Alphabet
  • General Motors
  • Microsoft
  • Mondelez
  • Visa

Quarta-feira

Balanços no Brasil

  • WEG
  • Vale
  • Vamos
  • Dexco

AGOs

  • Energisa

Balanços nos Estados Unidos

  • Boeing
  • Kraft Heinz
  • Dexco
  • Facebook
  • Paypal
  • Ford
  • Qualcom
  • Meta

Quinta-feira

Balanços no Brasil

  • Gol
  • Oi (referente ao 4º trimestre de 2021)
  • Hypera
  • Multiplan

AGOs

  • Simpar
  • Sanepar

Balanços nos Estados Unidos

  • Mastercard
  • McDonald’s
  • Merck&Co
  • Caterpillar
  • Comcast
  • Eli Lilly
  • Twitter
  • Oi
  • Amazon
  • Apple
  • Intel

Sexta-feira

Balanços no Brasil

  • Irani

AGOs

  • Rede D’OR
  • Locaweb
  • Petz
  • Alliar
  • Copel
  • Cosan
  • Fleury
  • brMalls
  • Ambipar

Balanços nos Estados Unidos

  • Berkshire Hathaway
  • Chevron
  • Exxon Mobil

Oportunidade de compra? Estrategista da XP revela 6 ações baratas para comprar hoje. Assista aqui.

Compartilhe