PMI

Indústria da zona do euro tem menor contração em oito meses, diz PMI

PMI industrial da região subiu para 46,2 em novembro ante 45,4 em outubro, mas permanece abaixo da marca de 50

LONDRES – A contração da atividade no setor industrial da zona do euro desacelerou e atingiu uma mínima de oito meses em novembro, embora uma recuperação forte ainda pareça muito longe, mostrou a pesquisa PMI (Índice de Gerentes de Compras, na sigla em inglês) nesta segunda-feira (3).

O PMI industrial da região subiu para 46,2 em novembro ante 45,4 em outubro, mas permanece abaixo da marca de 50, que divide crescimento de contração pelo 16º mês seguido.

A leitura ficou inalterada em relação ao resultado preliminar de duas semanas atrás, que ultrapassou mesmo a expectativa mais otimista de economistas consultados pela Reuters.

Ainda assim, o PMI indicou poucos sinais de uma virada iminente e simplesmente mostrou que a atividade industrial, novas encomendas e produção recuaram a uma taxa mais lenta.

A indústria responde por cerca de 25 por cento da economia privada da zona do euro e é superada por um setor de serviços que foi mal em novembro, mostraram dados de duas semanas atrás.

“O forte ritmo de declínio da indústria sugere que a recessão da região terá se aprofundado no último trimestre do ano, ampliando para um terceiro trimestre seguido”, disse o economista-chefe do Markit, que realiza a pesquisa, Chris Williamson.

Do lado positivo, o PMI industrial parece ter atingindo o ponto mais baixo em julho, sugerindo que as coisas parecem um pouco melhores, completou Williamson.

 

Acompanhe as cotações de todos os fundos imobiliários negociados na BM&FBovespa
http://www.infomoney.com.br/onde-investir/fundos-imobiliarios/cotacoes