Wall Street

Índices dos EUA fecham com queda de até 6%; petróleo afunda 24% e bate menor valor desde 2002

Expectativa já era de fortes quedas após os índices futuros ficarem paralisados mais cedo por baterem o limite de baixa

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Os índices da bolsa dos Estados Unidos fecharam com forte queda nesta quarta-feira (18), com o Dow Jones chegando a superar perdas de 8% e o S&P 500 acionando circuit breaker após cair 7%.

O Dow Jones encerrou o pregão com recuo de 6,30%, depois de o índice ter fechado ontem em alta de 5,20%. O S&P 500 caiu 5,18% e o Nasdaq teve baixa de 4,70%.

Entre as commodities, chamou atenção mais uma vez o petróleo, com o barril WTI afundando 24,40%, para US$ 20,37, em seu terceiro pior pregão da história, batendo sua mínima desde 2002. O Brent, por sua vez, recuou 14,10%, a US$ 24,67.

Aprenda a investir na bolsa

Enquanto isso, o MSCI Brazil Capped ETF (EWZ), principal ETF (fundos de gestão passiva que acompanham algum índice e são negociados em Bolsa) dos ADRs (na prática, as ações de empresas brasileiras negociadas nos Estados Unidos) brasileiros despencou 15,45% na bolsa de Nova York. Na véspera, o ETF subiu 13%.

Durante a tarde, o governo Donald Trump propôs enviar aos americanos duas rodadas de cheques, num total de US$ 500 bilhões, para tentar limitar o impacto econômico causado pelo coronavírus.

Os pagamentos do governo chegariam em 6 de abril e 18 de maio, em igual valor, com base no esboço do plano de estímulo contra o coronavírus da Casa Branca visto pela Bloomberg News. O valor do pagamento teria como base a renda e o número de filhos de uma família.

Ontem, o Federal Reserve, banco central americano, anunciou uma injeção de liquidez de US$ 500 bilhões no sistema financeiro. Inicialmente, a medida foi bem recebida pelos investidores e as bolsas subiram. Hoje, porém, a reação está diferente.

Ásia e Europa em queda

As bolsas de valores da Ásia também registraram perdas expressivas hoje. O mercado da Coreia do Sul fechou com queda de 4,9%, enquanto o de Hong Kong terminou com uma desvalorização de 4,2%. Na China, a baixa foi de 1,8% e, no Japão, ficou em 1,7%.

Segundo a CNBC News, após Hong Kong ter imposto ontem quarentena para os estrangeiros, hoje foi a vez de o governo de Taiwan decretar quarentena por causa da pandemia do coronavírus.

PUBLICIDADE

Enquanto isso, as bolsas europeias também fecharam em forte baixa. Na Alemanha, na França e no Reino Unido, as quedas ficaram entre 4,5% e 6,5%.

Aproveite as oportunidades para fazer seu dinheiro render mais: abra uma conta na Clear com taxa ZERO para corretagem de ações!